A falta de um serviço de coleta seletiva em Joaçaba, no Meio-Oeste de Santa Catarina, motivou um supermercado da cidade a investir em uma iniciativa pioneira na região: a reciclagem pré-consumo. Todos os funcionários do Colméia Supermercado foram treinados para oferecer sugestões conscientes aos clientes.

Continua depois da publicidade

A ideia é fazer com que todos depositem as embalagens em uma caixa antes mesmo de ir para casa. Iniciativa que está dando certo.

Pouco mais de uma semana depois de entrar em funcionamento, o serviço já contabiliza uma média diária de 500 embalagens arrecadadas, entre papel e plástico. Número que poderia trazer lucro ao supermercado. Mas, isso se a intenção não fosse apenas contribuir com o meio ambiente.

Cartazes espalhados

De acordo com o proprietário do supermercado, Luiz Sérgio Belló, cartazes foram espalhados por todos os caixas e os funcionários estão aptos a sugerir a retirada das embalagens. Caso concordem, o empacotador retira os papéis e plásticos que envolvem determinados produtos e deposita na caixa de reciclagem.

Continua depois da publicidade

– É o primeiro passo rumo à substituição das sacolas plásticas por retornáveis. Queremos incentivar o consumo consciente e fazer com que os clientes comecem a pensar no meio ambiente antes mesmo de ir para casa – explica.

Segundo Belló, ainda não são todos os produtos que podem sair do supermercado sem embalagens. Na compra de uma pasta de dente, por exemplo, o cliente pode levar para casa só o tubo. A caixa de papelão é encaminhada à reciclagem sem percorrer um caminho muito distante.

Isso porque o supermercado se encarrega de repassar, todos os dias, as embalagens arrecadas a uma empresa terceirizada de reciclagem. E Belló garante que a ação não visa qualquer tipo de lucro, senão a preservação da natureza.

Bem aceito

Por ser uma iniciativa pioneira, o projeto está sendo bem aceito pelos clientes do supermercado. A doceira Ione de Almeida garante que vai prestar mais atenção nas embalagens que, algumas vezes, são desnecessárias e podem ser descartadas.

Continua depois da publicidade

– Aprovo o projeto porque não existe nada parecido aqui na região. Sabendo que posso reciclar ainda no supermercado, com certeza vou pensar antes de levar as coisas para casa e não saber como destinar corretamente – garante.

Destaques do NSC Total