nsc

publicidade

Norte Catarinense

Suspeito de crimes sexuais na internet é preso em Itapoá

Polícia Civil do Paraná divulgou lista de números utilizados pelo rapaz para entrar em contato com as vítimas

12/09/2019 - 15h42

Compartilhe

Redação
Por Redação AN
Aparelho celular foi apreendido pela polícia
(Foto: )

Um homem de 26 anos — que não teve o nome divulgado pela polícia — foi preso na quarta-feira (11) na cidade de Itapoá, suspeito de praticar crimes sexuais na internet. O mandado foi cumprido por policiais civis do Paraná (PCPR) com o apoio da Polícia Civil de Santa Catarina.

Na casa do suspeito, os policiais civis localizaram documentos de terceiros, utilizados para cadastrar linhas telefônicas, bem como documentos vinculados a linhas telefônicas investigadas pela polícia paranaense. Um notebook e um aparelho celular também foram apreendidos e serão utilizados como objeto de investigação.

Segundo a polícia paranaense, o suspeito entrava em contato com adolescentes e mulheres, entre 15 e 20 anos, através de aplicativo de mensagens instantâneas, alegando possuir imagens íntimas das mesmas, como forma de coagi-las a fazer o que ele pedisse.

Em seguida, encaminhava um link da internet, que direcionava as vítimas para um formulário em que era necessário digitar nome de usuário e senha de suas redes sociais. Ele dizia que as imagens supostas das mulheres estariam nesse link, entretanto o objetivo era roubar dados das vítimas.

Em posse de nomes de usuário e senhas das jovens, ele conseguia ter acesso as redes sociais das vítimas e verificava se havia conteúdo íntimo ou qualquer outra informação pessoal que pudesse usar contra elas, a fim de ameaçá-las. A partir disso, o homem fazia exigências de cunho sexual até mesmo forçava-as a encontrar com ele para ter relações sexuais.

A Polícia Civil identificou oito números de celulares utilizado pelo suspeito para entrar em contato com as vítimas. Com a divulgação dos telefones, os policiais acreditam que outras pessoas registrem Boletim de Ocorrência. Há possibilidade dele ter feito vítimas em outros Estados.

Veja os números utilizados pelo suspeito:

(41) 9588-6217

(41) 9245-7824

(41) 9942-8194

(47) 9253-4589

(47) 9663-1066

(47) 9669-1066

(47) 8894-4995

(47) 9651-7363

Deixe seu comentário:

publicidade