nsc

publicidade

Feminicídio

Suspeito de matar ex-companheira se apresenta à polícia em Campos Novos

Homem de 59 anos chegou à delegacia acompanhado de seus advogados e permaneceu em silêncio

01/04/2019 - 21h28 - Atualizada em: 01/04/2019 - 21h31

Compartilhe

Redação
Por Redação DC
feminicídio campos novos
Suspeito foi encaminhado para a Unidade Prisional Avançada de Campos Novos
(Foto: )

O ex-companheiro de Marivone de Souza, morta à tiros na madrugada do último sábado em Campos Novos, na Serra catarinense, entregou-se à Polícia Civil durante a tarde desta segunda-feira (1º). O homem de 59 anos, que é o principal suspeito de ser o autor dos disparos, chegou à delegacia acompanhado de seus advogados.

Apesar de ter se entregado às autoridades, o homem permaneceu em silêncio e não confessou o crime. Ele chegou a ser levado para interrogatório pela delegada Jucinês Dilcinéia Ferreira, titular da Delegacia de Proteção à Criança, Adolescente, Mulher e Idoso (Dpcami) do município, mas não forneceu maiores informações.

O suspeito foi preso pelo crime de feminicídio e levado para a Unidade Prisional Avançada (UPA) de Campos Novos. Ele deve permanecer na unidade até o fim do inquérito policial, quando haverá possibilidade da Polícia Civil requerer que a prisão temporária seja convertida em preventiva — que tem prazo indefinido.

Vítima tinha medida protetiva

Marivone de Souza tinha 54 anos e havia se separado do suspeito há vinte dias. Ela recebeu uma medida protetiva após registrar boletim de ocorrência contra seu ex-companheiro em 5 de março por sofrer amaças. Marivone chegou a receber uma ligação da Polícia Civil cerca de dez dias antes do crime, momento em que informou que o suspeito não tinha tentado nenhuma reaproximação até aquele momento.

No último sábado, contudo, ela foi atingida com dois tiros no peito enquanto voltava de uma festa. Marivone de Souza morreu no local e o criminoso fugiu em seguida.

Deixe seu comentário:

publicidade