nsc
nsc

Impostos

Taxa de coleta de lixo sobe até 300% para estabelecimentos comerciais em Florianópolis

Já para as residências, será feito o reajuste pelo IPCA, que é basicamente a inflação anual, que atualmente gira em torno de 2,5%

19/12/2017 - 15h09 - Atualizada em: 19/12/2017 - 15h11

Compartilhe

Por Redação NSC

Neste mês de dezembro, moradores e comerciantes de Florianópolis receberam os carnês do IPTU e da Taxa de Coleta de Resíduos Sólidos (TCRS) e tiveram uma surpresa. Nos estabelecimentos comerciais, o aumento da TCRS variou entre 50% e 300%. Para as residências, será feito o reajuste pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), que é basicamente a inflação anual, que atualmente gira em torno de 2,5%.

Conforme adiantou o colunista Rafael Martini, do Diário Catarinense, o aumento da taxa para estabelecimentos comerciais aconteceu por conta da revogação de um redutor aprovado pela Câmara de Vereadores em 2003. Agora, a expectativa é de que este aumento represente uma injeção de aproximadamente R$ 4 milhões nos cofres públicos.

Os últimos carnês da taxa de lixo e do IPTU devem ser entregues pela prefeitura até esta terça-feira. Para ter desconto de 20% do valor do IPTU, o prazo de pagamento é até 5 de janeiro de 2018.

O IPTU é o principal imposto municipal e é com esse recurso que a prefeitura realiza o pagamento dos salários dos servidores e as obras públicas. Os contribuintes vão receber os carnês em dezembro. Um referente ao IPTU, que pode ser pago com desconto se for pago em cota única.

Confira os prazos e os respectivos descontos:

- Pagamento em cota única até 5 de janeiro de 2018 possui desconto de 20%.

- Pagamento em cota única até 5 de fevereiro de 2018 possui desconto de 10%.

- Pagamento em cota única até 5 de março de 2018 possui desconto de 5%.

- Pagamento parcelado (em até 10 vezes) não tem desconto.

- A taxa de coleta de lixo pode ser paga tanto em cota única como de forma parcelada.

Leia mais notícias da Grande Florianópolis

Acompanhe notícias sobre emprego e carreira no Espaço do Trabalhador da Hora

Colunistas