nsc
    dc

    Só sobrou um

    Técnico da Chapecoense mantém otimismo para o Brasileirão 

    Ney Franco disse que time está evoluíndo e espera boa participação na competição nacional

    25/04/2019 - 05h45

    Compartilhe

    Darci
    Por Darci Debona
    Chapecoense perdeu por 2 a 0 para o Corinthians, em São Paulo
    Técnico da Chapecoense considera que derrota para o Corinthians não pode desmerecer grupo da Chapecoense
    (Foto: )

    A perda do título estadual e a eliminação da Copa do Brasil para o Corinthians parecem não ter abalado o técnico da Chapecoense, Ney Franco. Em entrevista coletiva após a partida de quarta-feira ele defendeu o grupo e fez declarações otimistas a respeito do Campeonato Brasileiro, que inicia no próximo sábado. Esta é a única competição que resta ao Verdão.

    - Não posso avaliar o grupo pelo resultado o contra o Corinthians, na casa deles. Jogar aqui é muito difícil. Não posso desprezar o nosso grupo e arrumar fantasmas. Hoje o Corinthians foi superior – disse o treinador.

    Ney Franco ressaltou que a Chapecoense vinha de uma boa sequência, eliminando o Criciúma na Copa do Brasil, o Figueirense na semifinal do Catarinense e, na final, disse que ainda há o recurso no TJD, alegando erros da arbitragem na cobrança de pênaltis e invasão do gramado pela torcida do Avaí.

    O treinador da Chapecoense não considera que o time vem caíndo de rendimento no segundo tempo por problemas de preparação física. Ele ponderou apenas que o grupo vem enfrentando uma sequência forte de jogos decisivos nas quartas e domingo, mas que o time vem demonstrando evolução.

    - Tivemos um jogo extremamente difícil, muito disputado, o Corinthians montou um esquema ofensivo e até o primeiro gol tivemos um jogo equilibrado. Foi um jogo muito puxado mas nós percebemos que os atletas estão evoluindo. Estamos frustrados pela eliminação mas podemos iniciar bem o Brasileiro e fazer uma boa estreia contra o Inter – disse o treinador.

    Ney Franco considera que o Inter tem uma equipe do mesmo nível técnico que o Corinthians, mas que agora a Chapecoense irá atuar nos seus domínios. O treinador afirmou que a largada é difícil, pois depois do Inter volta a enfrentar o Corinthians e, na sequência o Corinthians novamente, Athletico e Flamengo.

    Para o comandante da Chapecoense, a intenção é fazer uma boa campanha nas nove rodadas antes da parada para a Copa América e depois aproveitar o intervalo para aprimorar a parte técnica e tática.

    Para a estreia contra o Inter o técnico não pretende mexer muito na equipe que vem atuando, a não ser por desgaste físico. Victor Andrade e Rildo, que não jogaram a final do Catarinense e nem viajaram para São Paulo, pois se recuperam de lesão, têm chance de estarem à disposição para sábado.

    Já o volante Elicarlos, que saiu da partida devido a uma pancada no tórax, depende do resultado de exames que faria no Hospital São Luís, no Morumbi, em São Paulo, para onde foi levado depois de ser substituído por Amaral.

    Deixe seu comentário:

    Últimas notícias

    Loading... Todas de Esportes

    Colunistas