nsc
dc

Brasileirão

Técnico da Chapecoense quer aproveitar instabilidade do Inter 

Marquinhos Santos acredita que colorado vem forte mas pressionado pela perda da Copa do Brasil

20/09/2019 - 14h52 - Atualizada em: 20/09/2019 - 14h53

Compartilhe

Darci
Por Darci Debona
Novo técnico da Chapecoense, Marquinhos Santos
Técnico Marquinhos Santos espera Inter forte mas pressionado pela torcida
(Foto: )

A perda do título da Copa do Brasil pelo Inter para o Athletico tem um lado ruim que vai obrigar o colorado a buscar recuperação diante da Chapecoense. Mas também tem um fator que o técnico do Verdão, Marquinhos Santos, quer explorar para tentar vencer o adversário.

- O adversário tem um técnico, o Odair Hellmann, que está há mais de dois anos no comando do time, com um modelo de jogo e que vai entrar pressionando para buscar logo o gol e evitar uma possível crise. Temos que ser inteligentes taticamente e mentalmente para administrar 15 a 20 minutos e ter uma compactação e estratégia que nos leve à vitória –disse o treinador, em entrevista coletiva nessa sexta-feira.

Ele disse que a equipe tem dois jogos fora de casa contra os finalistas da Copa do Brasil e que também precisa do resultado para melhorar a confiança dos seus jogadores e assim melhorar o desempenho.

- A instabilidade leva a erros, o jogador não arrisca, temos que criar estabilidade e essa estabilidade passa por resultados e temos que traçar uma estratégia para chegar nos objetivos – disse.

Marquinhos Santos disse que a semana de trabalho foi boa, com os atletas assimilando bem a parte tática. Ele pretende montar uma equipe compacta, com posse de bola e também agressiva.

Afinal a Chapecoense precisa de vitórias para escapar do rebaixamento. Marquinhos Santos disse que vai avaliar o time contra o Inter mas acredita que tem um grupo com condições de sair da zona de rebaixamento.

A Chapecoense é a penúltima colocada, com 14 pontos. Marquinhos Santos disse que se o time vencer as nove partidas na Arena Condá provavelmente vai escapar do rebaixamento. Para isso afirmou que o torcedor precisa ser um aliado e não mais um adversário.

A delegação viaja às 18h30 para Porto Alegre, com conexão em São Paulo. Neste sábado faz um treino às 11h, em Viamão, para se adaptar ao horário do jogo de domingo.

Deixe seu comentário:

Últimas notícias

Loading interface... Todas de Esportes

Colunistas