O presidente da Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC), José Carlos Martins, esteve em Joinville nesta semana. Na oportunidade, ele se reuniu com a diretoria do Sinduscon – Sindicato Indústria Construção Civil de Joinville, para discutir temas como a adequação do teto do programa habitacional do governo federal, o Casa Verde e Amarela.

Continua depois da publicidade

> Quer receber notícias de Joinville e Norte de SC por WhatsApp? Clique aqui

O teto do Programa Casa Verde e Amarela é de R$ 209 mil em Joinville. A cidade é enquadrada na categoria “demais cidades” e, portanto, o programa não considera o porte de Joinville e sua relevância como região metropolitana.

Segundo o presidente do Sinduscon, Carlos Lopes, em entrevista à CBN Joinville nesta quarta-feira (29). Segundo Carlos, entre 2019 e 2021, Joinville teve queda de 16,67% no lançamento de empreendimentos enquadrados no Casa Verde e Amarela e caso o valor se equiparasse com cidades como Florianópolis e Curitiba, onde o teto é de R$ 236.500,00 – uma diferença de R$ 27.500,00 ou 11% superior ao de Joinville, outros empreendimentos entrariam em negociação pelo programa na cidade.

– Pela importância que Joinville tem na região e pelo porte dela, o teto não coincide com o que seria necessário – disse.

Continua depois da publicidade

Ouça a entrevista completa:

Destaques do NSC Total