Três tios acusados de estupro contra a sobrinha de 13 anos foram condenados na Serra de Santa Catarina. Os episódios de violência ocorreram por ao menos 15 vezes, segundo o Tribunal de Justiça do Estado (TJSC), e foram denunciados pela vítima em uma igreja da cidade.

Continua depois da publicidade

Receba notícias de Santa Catarina pelo WhatsApp

Os familiares passavam a mão no órgão genital da menina, além de ter a beijado e ejaculado sobre o corpo dela, segundo a denúncia. Não houve conjunção carnal porque a vítima conseguiu impedir todas as vezes, gritando e fazendo força contra os agressores. A cidade onde os fatos ocorreram não foi divulgada por se tratar de um processo em sigilo, conforme o TJSC.

Todos os três utilizavam da relação familiar para cometer os crimes. Um deles chegou a levar a vítima para um motel, mostrou filmes pornográficos e ameaçou destruir sua família.

Juntos, eles foram condenados a mais de 60 anos de prisão pelo crime de estupro de vulnerável cometido mais de sete vezes. Decisão ainda cabe recurso.

Continua depois da publicidade

Leia também

Mãe é presa por suspeita de participação em estupro de bebê de 1 ano em SC

Estupro de paciente em hospital de SC é investigado pela polícia

Conheça os primeiros sinais de um relacionamento abusivo

Destaques do NSC Total