nsc

publicidade

Lamentável

Torcedora do Grêmio é agredida na frente de menino durante clássico com o Inter, no Rio Grande do Sul

Cena foi registrada pelas câmeras do SporTV, durante partida que ocorreu no sábado

21/07/2019 - 09h35 - Atualizada em: 21/07/2019 - 09h58

Compartilhe

Por GaúchaZH
(Foto: )

Uma cena registrada nas cadeiras do Estádio Beira-Rio, no Rio Grande do Sul, após o clássico Gre-Nal deste sábado (20), viralizou nas redes sociais. No setor destinado aos torcedores colorados, uma mulher, acompanhada por uma criança, balançava uma camiseta do Grêmio em frente à torcida gremista. A situação não agradou a um grupo de colorados presente no local e terminou em confusão.

Ao menos quatro pessoas foram para cima da mulher, sendo três homens. Uma outra mulher, identificada com roupas do Inter, era a mais exaltada. Enquanto um dos homens tomavam a camiseta tricolor das mãos gremista, a colorada empurrava e xingava a torcedora que estava acompanhada pela criança. O registro, que foi exibido pelos canais Premiere e SporTV, logo se espalhou. De acordo com informações do Globo Esporte, funcionários do Inter chegaram e escoltaram a mulher e a criança.

Segundo ainda a reportagem do GE, o Inter informou que a camiseta foi recolhida por um segurança do clube, que agiu para evitar que a mulher e o menino passassem por constrangimento. Ainda de acordo com o clube, a camiseta do Grêmio foi recolhida e devolvida à criança na saída do estádio.

Ajuda para encontrar a criança

Cebolinha, que começou a partida no banco de reservas e entrou na segunda etapa, compartilhou o vídeo em seu Instagram. Usando a ferramenta story, que deixa publicações disponíveis por 24 horas, o camisa 11 se manifestou:

– Alguém que conheça essa criança, por favor, entrar em contato.

Everton publicou o pedido em seu Stories, no Instagram
Everton publicou o pedido em seu Stories, no Instagram
(Foto: )

Recentemente, Everton encontrou outro torcedor mirim do Tricolor. Durante a Copa América, o atacante presenteou um garoto que havia substituído o nome de Neymar pelo seu na camiseta da Seleção Brasileira.

— A gente que agradece pelo carinho. É o reconhecimento do trabalho que está sendo feito e serve para dar ainda mais confiança — disse na oportunidade.

Pedido de punição

Vice-presidente de futebol do Grêmio na conquista do tricampeonato da Libertadores, Odorico Roman também usou as redes sociais para se manifestar sobre o ocorrido no Beira-Rio. Pelo Twitter, lamentou o ocorrido:

— No berço da torcida mista, uma mulher e seu filho pequeno foram agredidos verbal, física e psicologicamente por torcedores fascistas, por estarem identificados com o Grêmio. Certamente a diretoria do Inter irá identificar e punir os agressores — escreveu.

Deixe seu comentário:

publicidade