O Tribunal Regional Eleitoral do Paraná (TRE-PR) marcou para 19 de fevereiro o julgamento de duas ações contra o senador Sergio Moro (União Brasil-PR) por suposto abuso de poder econômico na pré-campanha de 2022.

Continua depois da publicidade

Receba notícias de Santa Catarina pelo WhatsApp

O desembargador Luciano Carrasco Falavinha Souza, do TRE-PR, liberou para julgamento as ações movidas por PT e PL nesta terça-feira (30/1). “Inclua-se em pauta para julgamento na primeira data possível”, determinou. As ações tramitam em conjunto na Corte, uma vez que têm aspectos similares. Os processos podem resultar na cassação do mandato de Moro.

Crítica de deputado a Bolsonaro cai como um trovão no PL

O PL e o PT moveram duas ações em que acusam o senador Sergio Moro de abuso de poder econômico no período de pré-campanha, quando ele estudava lançar candidatura ao Palácio do Planalto pelo Podemos, em 2022. O ex-juiz da Lava Jato se filiou ao Podemos em 2021, mas, próximo ao prazo final para troca partidária, em 2022, vinculou-se ao União Brasil, sigla em que lançou candidatura ao Senado Federal.

Continua depois da publicidade

Leia mais no Metrópoles, parceiro do NSC Total.

Leia também

Milionários do Sul do Brasil só perdem para o Sudeste na compra de iates de luxo

PSD quer grande ato para filiar candidato de Clésio Salvaro em Criciúma

Destaques do NSC Total