nsc
dc

Crise no governo

Três delegados são convidados para falar sobre a crise na Polícia Civil na Alesc

O ex-comandante da PC, Akira Sato, é um dos convidados; encontros ainda não foram marcados

07/10/2021 - 09h04 - Atualizada em: 07/10/2021 - 09h08

Compartilhe

Catarina
Por Catarina Duarte
Delegados devem esclarecer motivos da saída dos cargos na Polícia Civil
Delegados devem esclarecer motivos da saída dos cargos na Polícia Civil
(Foto: )

A Assembleia Legislativa de Santa Catarina (Alesc) vai convidar três delegados para avaliar supostas interferências do governo na Polícia Civil. Um dos convidados é o ex-comandante da polícia Akira Sato. As datas para os encontros ainda não foram definidas.

> Receba as principais notícias de Santa Catarina pelo Whatsapp

Além de Akira, foram convidados os delegados Jefferson Prado e Beatriz Ribas. De autoria do deputado Ivan Naatz (PL), os pedidos foram apresentados à Comissão pelo Sargento Lima (PSL) na sessão de quarta-feira (6).

No caso do ex-comandante da Polícia Civil, a justificativa para o convite é que ele esclareça as razões que o levaram a deixar o cargo. Akira saiu após 15 dias na função. Segundo o governo, a saída teria sido motivada por questões de saúde. O delegado não se manifestou publicamente sobre o caso.

A mudança no comando da Polícia Civil provocou uma crise política. O sucessor foi anunciado na segunda-feira (4), mesma data em que foi publicada a saída de Akira no Diário Oficial.

Marcos Flávio Ghizoni Júnior assumiu a comando. Ele já atuou como delegado-geral adjunto em 2018. Um pedido para que ele também seja ouvido foi apresentado por Naatz e deve ser votado próxima terça-feira (12). 

O delegado Jefferson Prado, que esteve no comando do Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic), também deve esclarecer os motivos da sua saída. O documento cita que Prado “investigava caso grave de corrupção no governo do estado”.

Já a delegada Beatriz Ribas foi convidada, segundo o requerimento, para esclarecer sua saída da coordenação de Repressão de Crimes Ambientais. Segundo informações do colunista Ânderson Silva, ambos coordenavam inquéritos policiais importantes.

Leia também 

Conflito entre policiais civis e militares é o pano de fundo da crise da segurança em SC

Plano de carreira na Polícia Civil de SC é prioridade do novo delegado-geral

Deputado propõe lista tríplice para delegado-geral na Polícia Civil de SC

Colunistas