publicidade

Política
Navegue por

JUDICIÁRIO

TRF-4 define juiz que vai ocupar a vaga de Sérgio Moro na Justiça Federal

Luiz Antônio Bonat vai ocupar o cargo de titular na 13ª Vara Federal de Curitiba, responsável pelos processos da Operação Lava-Jato

08/02/2019 - 19h35 - Atualizada em: 08/02/2019 - 19h49

Compartilhe

Por Samuel Nunes
Novo titular do cargo já substituiu desembargadores do TRF-4
Novo titular do cargo já substituiu desembargadores do TRF-4
(Foto: )

O juiz federal Luiz Antônio Bonat foi escolhido nesta sexta-feira (8) como o novo titular da 13ª Vara Federal de Curitiba. Ele será o substituto final do agora ministro da Justiça e Segurança Pública Sérgio Moro, que deixou a magistratura para ocupar o cargo no governo de Jair Bolsonaro (PSL).

A decisão foi tomada pelos desembargadores do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4), que julgaram o processo administrativo de remoção interna da Justiça Federal. Bonat foi escolhido por unanimidade, já que era o juiz mais antigo em atividade em todo o Judiciário Federal da Região Sul.

Atualmente, o magistrado já é o titular de outra vara federal em Curitiba, a 21ª, que é especializada em casos previdenciários. Com a remoção, ele passará a ser o responsável pelos julgamentos dos processos relativos à Operação Lava-Jato.

Experiência

Conforme a Justiça Federal, Bonat ingressou na magistratura em 1993. Durante boa parte da carreira, atuou no julgamento de processos envolvendo matérias criminais. Em nota, ele informou que deverá manter a mesma postura de Moro, quando estava à frente da Lava-Jato, manifestando-se apenas nos autos dos processos.

O juiz nasceu em Curitiba, em 1954. No ano de 1979, formou-se em direito. Ingressou na Justiça Federal como servidor, um ano antes. Atuou como auxiliar na 1ª Vara Federal da capital paranaense e como técnico judiciário na 7ª Vara Federal.

Depois de passar no concurso público, em 1993, assumiu a 1ª Vara Federal de Foz do Iguaçu, no oeste paranaense e na 3ª Vara Federal de Curitiba. Ele também teve passagem por Santa Catarina, na 1ª Vara Federal de Criciúma. Em terras catarinenses, proferiu a primeira condenação penal de pessoa jurídica no Brasil, por prática de crime ambiental. Com a experiência acumulada, passou também a substituir desembargadores no TRF-4.

Próximos passos

Com a escolha dos desembargadores, o processo do concurso de remoção será encaminhado para a Corregedoria da Justiça Federal da 4ª Região. Nos próximos dias, o ato de remoção, assinado pelo presidente do TRF-4, desembargador Thompson Flores, será publicado no Diário Eletrônico da Justiça Federal.

Ainda de acordo com a Justiça Federal, Bonat está em Porto Alegre, substituindo o desembargador Fernando Quadros da Silva, até o dia 19 de fevereiro. Depois de deixar o posto temporário, ele deverá tirar alguns dias de férias, antes de assumir em definitivo as atribuições da 13ª Vara Federal de Curitiba.

Deixe seu comentário:

publicidade

Navegue por
© 2018 NSC Comunicação
Navegue por
© 2018 NSC Comunicação