nsc

publicidade

Diagnóstico

Vigilância descarta suspeita de sarampo em cliente de bar de Florianópolis

Resultado de exames foi divulgado nesta sexta-feira (23). Na quarta, frequentadores do local chegaram a ser procurados como medida de precaução

23/08/2019 - 16h43

Compartilhe

Redação
Por Redação DC
sarampo vacina
(Foto: )

A Vigilância Epidemiológica de Florianópolis informou nesta sexta-feira (23) que foi descartada a suspeita de sarampo em um cliente da casa noturna John Bull, na Lagoa da Conceição, na Capital, após os exames apontarem resultado negativo para a doença. O órgão mantém a orientação de vacinação para as pessoas que não estão imunizadas.

O caso suspeito havia sido informado na quarta-feira (21), quando a Vigilância Epidemiológica solicitou que as pessoas que estiveram no local no dia 9 de agosto fizessem contato — este procedimento tem sido padrão em casos suspeitos para tentar evitar o contágio.

Nesta sexta, a Vigilância Epidemiológica também reforçou que o estabelecimento obedece a todas as normas sanitárias vigentes e atua normalmente em suas atividades, sem nenhuma restrição.

O órgão mantém a recomendação de que todas as pessoas até 29 anos que ainda não têm duas doses da vacina procurem os postos de saúde para se imunizar. A recomendação também vale para aqueles que têm mais de 49 anos e ainda não tomaram uma dose.

Vacinação nas escolas

Nesta sexta, a Secretaria de Saúde de Florianópolis determinou que escolas das redes pública e privada passem a conferir a vacinação de todas os alunos e funcionários. A medida foi tomada para evitar a proliferação de pessoas com sarampo na cidade, onde está o maior número de casos da doença detectados neste ano no Estado.

Casos em Santa Catarina

De acordo com o último relatório da Diretoria de Vigilância Epidemiológica de Santa Catarina (Dive-SC), divulgado na segunda-feira (19), Santa Catarina possui 15 casos confirmados de sarampo, registrados entre os dias 1º de janeiro e 17 de agosto. As ocorrências estão distribuídas entre Florianópolis (10), Guaramirim (1) e Barra Velha (1). Os outros três são de tripulantes de um navio que atracou no litoral catarinense em fevereiro.

A Dive-SC também informou que os casos confirmados até agora são classificados como importados, pois as evidências epidemiológicas demonstram que os novos casos são de pessoas que estiveram em São Paulo, onde está ocorrendo um surto da doença.

Sarampo

O sarampo é uma doença causada por um vírus que pode matar, principalmente crianças desnutridas e menores de um ano de idade. É considerada uma doença de infância, pois ocorre especialmente nos primeiros três anos de vida, com duração entre uma e duas semanas.

Porém, para os adultos tende a trazer mais transtornos. O contágio pode ser fácil, pelo ar, através da respiração, tosse ou espirros. Os principais sintomas do sarampo são: febre, tosse, coriza, aparecimento de manchas vermelhas no corpo e olhos avermelhados. Apresentando sinais e sintomas do sarampo, o serviço de saúde deve ser procurado imediatamente para que seja feito o diagnóstico e tratamento da doença.

Deixe seu comentário:

publicidade