nsc
dc

Ensino híbrido

Volta às aulas: Escolas particulares de Florianópolis e Chapecó retornam nesta segunda-feira

Rede particular de SC abriga cerca de 500 mil alunos e 40 mil professores e profissionais de apoio

01/02/2021 - 13h46

Compartilhe

Redação
Por Redação DC
Rede estadual de SC volta ao sistema presencial no dia 18 de fevereiro
Rede estadual de SC volta ao sistema presencial no dia 18 de fevereiro
(Foto: )

Algumas escolas da rede particular de ensino de Santa Catarina voltaram às aulas presenciais nesta segunda-feira (1º) após quase um ano de atividades on-line. Segundo o Sindicato das Escolas Particulares do Estado (Sinepe/SC), unidades de Florianópolis e Chapecó retornaram no primeiro dia de fevereiro, enquanto as escolas dos demais municípios devem iniciar as aulas na próxima segunda-feira (8) ou ainda depois do carnaval. As informações são do G1.

> Projeto de lei inviabiliza a volta às aulas em Santa Catarina

> Volta às aulas em SC: Professores se preparam para retornar às salas de aula

O Sinep, que tem mais de 1,3 escolas associadas, não divulgou um balanço ou lista do número de instituições que retornam nesta segunda. O sindicato sugere um calendário para as escolas, mas cada unidade pode estabelecer as suas próprias datas, desde que respeitados a carga horária e os dias letivos anuais. Em Santa Catarina, a rede particular abriga mais de 500 mil alunos e 40 mil professores e profissionais de apoio.

Apesar da autonomia das escolas particulares, neste ano, devido à pandemia da Covid-19, elas precisam seguir as medidas descritas no Plano de Contingência Estadual para Educação (PlanCon). Cada unidade, juntamente com o comitê municipal de retomada às aulas, elaborou o seu próprio plano escolar, de acordo com as suas especificidades.

As escolas, ao menos no primeiro semestre de 2021, irão oferecer a opção de ensino presencial e on-line, com limitação de ocupação das salas e respeito às regras sanitárias para frear o contágio do vírus.

Regras

Nas regiões classificadas pela Matriz de Risco do Estado como nível gravíssimo, as escolas ficam condicionadas a ter o retorno presencial de 50% dos alunos matriculados no turno, de acordo com o decreto 1003, do Governo de Santa Catarina. Assim, as unidades podem adotar o sistema híbrido ou atender os demais alunos somente em sistema online.

> Veja a lista do sorteio para escolas estaduais de SC em 2021; saiba como fazer matrícula

Nas demais regiões, em nível grave, alto e moderado, as escolas poderão manter aulas com 100% dos alunos, desde que tenham espaço físico para cumprir com o distanciamento e regramentos estabelecidos pelo governo estadual.

Mapa de risco

No mapa divulgado na última quarta-feira (27), oito regiões do Estado se encontram em nível gravíssimo (cor vermelha), sete regiões em nível grave (cor laranja) e uma região com nível alto (cor amarela) de risco potencial para a Covid-19.

A última vez que Santa Catarina teve menos de 8 regiões classificadas em risco gravíssimo para Covid foi em 18 de novembro, quando apenas três regiões estavam na cor vermelha.

Leia também

Mais 1,4 mil profissionais de saúde serão vacinados na Capital

Professora que mobilizou campanha de doações morre no Sul de SC

Como os deputados federais de SC votam para a presidência da Câmara dos Deputados

Colunistas