nsc
dc

publicidade

Lava-Jato

Zé Dirceu deixa a prisão e defende que o PT "retome o governo do Brasil"

Ex-ministro chefe da Casa Civil se reencontrou com Lula na noite desta sexta-feira em Curitiba (PR)

09/11/2019 - 14h02

Compartilhe

Jean
Por Jean Laurindo
Foto que mostra Lula e Dirceu repercutiu nas redes sociais.
Foto que mostra Lula e Dirceu repercutiu nas redes sociais.
(Foto: )

O ex-ministro-chefe da Casa Civil, José Dirceu, também deixou a prisão após a decisão do STF que derrubou a detenção após condenação em segunda instância.

Dirceu estava preso no Complexo Médico Penal, em Pinhais (PR), na região metropolitana de Curitiba, e saiu da unidade por volta de 23h30min desta sexta-feira.

O complexo fica em um bairro de poucas residências e é protegido por uma cerca baixa de arame na área de entrada. No momento da saída, não havia nenhuma mobilização em frente à unidade.

Dirceu saiu acompanhado de dois advogados e de familiares, em um automóvel Sentra. Na madrugada, segundo o jornal Folha de S. Paulo, ele se encontrou com o ex-presidente Lula em um imóvel de um amigo, ainda em Curitiba.

Dirceu posou para fotos e gravou vídeo com o deputado estadual Emídio de Souza, presidente do PT de São Paulo. No vídeo, Dirceu diz que o partido é o contrário do que o governo atual vem fazendo e defende que o partido deve "retomar o governo do Brasil".

Lula também foi solto nesta sexta-feira, ainda no fim da tarde, por conta da decisão do STF.

A defesa de Dirceu apresentou pedido de soltura na tarde de sexta, um dia após o STF derrubar a prisão em segunda instância.

O ex-ministro estava preso por conta de condenação de maio de 2016, em processo por suspeita de corrupção passiva, recebimento de vantagem indevida e lavagem de dinheiro, parte da investigação da Operação Lava-Jato.

Deixe seu comentário:

publicidade