nsc
nsc

Feras de SC

Alberto Uda e Vitor Miranda representam Santa Catarina no UFC neste domingo

Lutadores estão escalados para o evento que será em Las Vegas

27/05/2016 - 04h15

Compartilhe

Por Redação NSC
Uda vai estrear, enquanto Vitor parte para a sua quinta luta na organização
Uda vai estrear, enquanto Vitor parte para a sua quinta luta na organização
(Foto: )

Santa Catarina volta a ter dois representantes lutando no mesmo evento do UFCapós 17 meses. Um deles estava lá na última vez que isso aconteceu, em dezembro de 2014, enquanto o outro estreia pela organização neste domingo, em Las Vegas. Vitor Miranda, de Joinville, vai para a sua quinta luta no Ultimate, já Alberto Uda, de Blumenau, debuta no evento, ambos são pesos-médios (84kg).

Leia mais notícia sobre MMA no blog Na Guarda

Aos 37 anos, Vitor Miranda vive uma grande fase, vindo de três vitórias por nocaute, e vai enfrentar Chris Camozzi no card principal. O catarinense, que treina na Team Nogueira do Rio de Janeiro, está preparado para qualquer situação da luta.

– O Camozzi é um cara mais experiente, com mais nome e essa é a ideia, ir crescendo dentro da categoria e pegando desafios maiores. Eu tô confiante é tenho mais armas que ele para vencer essa luta – conta Vitor, que tem 12 vitórias e 4 derrotas.

A estreia de Alberto Uda, 31, que vai encarar Jakie Collier — que já foi derrotado por Vitor — no card preliminar, não mexe com a cabeça do blumenauense. Ele conquistou o título do Mundial de Muay Thai na Tailândia neste ano – e diz que continua pagando as prestações da viagem –, e vinha em um ritmo forte de treinos até ser oferecida a luta. Contratado em março pelo UFC, vai encarar o octógono com suas nove lutas de invencibilidade na carreira.

– Eu tô bem tranquilo, é mais uma luta. Claro que é o maior evento do mundo, uma estreia, mas independente do que for eu tô feliz por ter conseguido o que eu queria, que era entrar lá. Agora é fazer um bom combate pra se manter – explica o atleta da Nova União/Thai Gaspar.

Vitor Miranda tem como sua principal arma o muay thai, tanto que suas três vitórias dentro do Ultimate foram por nocautes, um deles rendeu até o bônus de 50 mil dólares. E ele aposta justamente nessa característica para vencer Camozzi, que também gosta de ¿sair na mão¿. Outro fator que contribui para a boa fase de Vitor é o fato de ter patrocínios fixos.

– Isso é fantástico e primordial, porque você consegue focar no trabalho e só treinar.

Por outro lado, Alberto Uda tem apenas uma empresa, também de Blumenau, que o apoia mensalmente. Ele recebe ajuda de algumas marcas, mas pontuais. Por isso, para se manter ele dá aulas de muay thai em academias da região – e se desloca de moto entre Blumenau, Timbó e Gaspar.

– Se eu não der aula eu não sobrevivo (risos). Dou aula das 6h até as 23h, e nesse tempo eu tiro uma hora de manhã, de tarde e à noite para poder treinar – detalha.

Com Vitor Miranda e Alberto Uda, Santa Catarina passa a ter cinco lutadores no UFC. Os outros são Glaico França, Junior Cigano e Thiago Tavares.

Card do UFC Almeida x Garbrandt

Thomas Almeida x Cody Garbrandt

Renan Barão x Jeremy Stephens

Rick Story x Tarec Saffiedine

Chris Camozzi x Vitor Miranda

Jorge Masvidal x Lorenz Larkin

Josh Burkman x Paul Felder

Card preliminar

Sara McMann x Jessica Eye

Abel Trujillo x Jordan Rinaldi

Jake Collier x Alberto Uda

Erik Koch x Shane Campbell

Aljamain Sterling x Bryan Caraway

Chris de la Rocha x Adam Milstead

::: O card preliminar começa Às 19h deste domingo, e as lutas principais às 23h. ::: O evento terá transmissão ao vivo co Canal Combate, via pay-per-view.

Colunistas