nsc

publicidade

Jejum continua

Avaí sai na frente mas cede empate 

Expulsão do Corinthians resultou em vantagem mas expulsão de Betão colaborou para igualdade

25/08/2019 - 20h58 - Atualizada em: 25/08/2019 - 21h03

Compartilhe

Darci
Por Darci Debona
Avaí saiu na frente do Corinthians mas cedeu empate
Avaí aumenta o jejum de vitórias para 16 rodadas após o empate por 1 a 1 diante do Corinthians, na Ressacada
(Foto: )

A primeira vitória no Campeonato Brasileiro esteve próxima do Avaí. O time catarinense chegou a estar vencendo o Corinthians por 1 a 0, com um jogador a mais. Mas depois, com a expulsão de Betão, levou o empate e aumentou o jejum na competição. São apenas sete pontos em 15 rodadas. E a diferença para o primeiro time fora da zona de rebaixamento, o Cruzeiro, é de oito pontos.

O primeiro tempo foi de um futebol pobre, com poucas chances de gol. O primeiro deles foi só a 18 minutos do primeiro tempo, numa cobrança de falta para o Corinthians, que Betão afastou e Matheus Jesus mandou para o gol. Os jogadores do time visitantes comemoraram mas na revisão do VAR a arbitragem anulou o gol, pois o jogador alvinegro Gil estava em impedimento no lance.

O Avaí chegou algumas vezes ao ataque mas as finalizações foram todas para fora. Caio Paulista chutou à direita do gol, sem perigo. Brenner finalizou torto. João Paulo mandou por cima do gol.

O Corinthians só também não produziu muito. Só teve um cabeceio fraco de Boselli que Vladimir segurou com tranquilidade. Teve outra reclamação corintiana, de um possível pênalti em Michel Macedo, mas a arbitragem entendeu que não houve nada.

- Fizemos um bom primeiro tempo, é um jogo difícil e precisamos caprichar mais para que possamos fazer um gol e conquistar a vitória – disse João Paulo, na saída para o intervalo.

No segundo tempo a situação começou a melhorar para o Avaí com a expulsão de Michel Machedo, que em disputa de bola acertou o cotovelo na cabeça de Brenner. O jogador avaiano precisou fazer um curativo pois chegou a ter um corte na cabeça.

Três minutos depois o Leão da Ilha abriu o placar. Em cobrança de escanteio de Lourenço o volante Richard Franco subiu mais do que a zaga do Corinthians e cabeceou no canto direito de Cássio.

Logo depois o goleiro corintiano se atrapalha na saída e quase entrega a bola para os atacantes do Avaí.

A vantagem numérica do Avaí foi por água abaixo aos 28 minutos do segundo tempo quando Vágner Love foi lançado livre e zagueiro Betão fez falta para evitar o provável gol corintiano. Como era o último homem antes do goleiro acabou expulso.

Coincidentemente o Corinthians também marcou após a expulsão, três minutos depois. Em bola lançada na área a zaga avaiana falhou, Manoel chutou de dentro da área, o golerio Vladimir fez uma defesa incrível mas a bola sobrou para Vágner Love, que empatou a partida.

O goleiro Vladimir ainda evitou a derrota em chutes de Everaldo e Fagner.

Na próxima rodada o time catarinense enfrenta o Fluminense, no dia 2 de setembro, no Rio de Janeiro.

FICHA TÉCNICA

AVAÍ - 1

Vladimir, Léo, Betão, Marquinhos Silva, Igor Fernandes e Pedro Castro; Pedro Castro, Richard Franco e João Paulo (Daniel Amorim); Caio Paulista, Benner (Ricardo) e Lourenço. Técnico: Alberto Valentim

CORINTHIANS -1

Cássio, Michel, Manoel, Gil e Carlos Augusto; Ralf (Clayson), Matheus Jesus, Ramiro, Sornoza (Fagner) e Everaldo; Boselli (Vagner Love). Técnico: Fábio Carille.

Gols: Richard Franco (A), aos 14 minutos do segundo tempo. Vágner Love (C), aos 31 minutos do segundo tempo.

ARBITRAGEM: Ricardo Marques Ribeiro (MG), auxiliado por Guilherme Dias Camilo (MG) e Daiane Muniz dos Santos (MS). VAR com Emerson de Almeida Ferreira (MG)

Cartões amarelos: Everaldo (C)

Expulsões: Michel (C), aos 11 minutos do segundo tempo, Betão (A), aos 28 minutos da etapa final.

Local: Ressacada, em Florianópolis

Público:

Renda:

Deixe seu comentário:

publicidade