publicidade

2 a 1

Avaí vence, mas Chape faz semifinal do Catarinense em casa

Mesmo com derrota em casa decisão será na Arena Condá devido a derrota do Figueirense para o Marcílio Dias

07/04/2019 - 17h56 - Atualizada em: 07/04/2019 - 19h11

Compartilhe

Darci
Por Darci Debona
Avaí venceu a Chapecoense por 2 a 1, na Arena Condá
Chapecoense e Avaí jogaram com reservas na Arena Condá e Leão saiu com a vitória
(Foto: )

Mesmo com a derrota por 2 a 1 para o Avaí em casa, neste domingo, a Chapecoense fará a decisão da semifinal do Campeonato Catarinense contra o Figueirense na Arena Condá. O motivo é que o Alvinegro também perdeu em casa, para ao Marcílio Dias. Já o Avaí encerra a primeira fase com ampla vantagem dos adversários, somando 39 pontos.

As semifinais estão confirmadas. O Avaí vei enfrentar o Criciúma às 16h de domingo, na Ressacada, enquanto a Chapecoense encara o Figueirense jogam no mesmo dia e horário, na Arena Condá.

Chapecoense e Avaí entraram em campo com times reservas. Para o Avaí, já garantido na final, o jogo era só para cumprir tabela. Nem o técnico Geninho viajou para Chapecó, sendo substituído por Evando.

Para a Chapecoense o jogo valia o mando de campo na semifinal. O primeiro tempo foi ruim pela falta de entrosamento dos dois times. Nos primeiros dez minutos não teve nenhuma finalização. Somente aos 12 minutos o goleiro Gledson fez uma defesa, em cabeceio fraco de Gum.

A primeira grande chance do jogo foi com Alan Ruschel, que recebeu livre, próximo da pequena área, mas o goleiro Gledson salvou com o pé.

Quem acabou marcando o primeiro gol foi o Avaí. Gabriel Lima arriscou de fora da área, a bola desviou na zaga e enganou o goleiro Tiepo.

A Chapecoense voltou para o segundo tempo mais ofensiva, principalmente nas investidas com o atacante Rildo. Diego Torres tentou em cobrança de falta mas o goleiro Gledson saiu e fez a defesa.

O Avaí levava perigo nos contra-ataques. Dudu arriscou de fora da área e obrigou Tiepo a mandar a bola para escanteio.

Ney Franco colocou mais um atacante, Vini Locatelli, no lugar do lateral Ronei. Mas a Chapecoense seguiu errando nas finalizações. O Avaí, que não precisava do resultado, jogava com maior serenidade. E por pouco não fez o segundo gol com Caio, que finalizou de dentro da área, mas Tiepo fez a defesa.

Com o placar favorável Evando reforçou a marcação do Avaí, colocando o zagueiro Nuno no lugar de Dudu. Mesmo assim o time visitante continuou levando perigo, desta vez em finalização de Igor, que acabou indo para fora.

A Chapecoense, que tinha dificuldade em articular jogadas de ataque, acabou chegando ao gol de empate num chute de fora da área de Diego Torres, que bateu na trave e entrou. Confiante pelo gol o meia ainda tentou outra finalização de longe, mas não acertou o gol.

Quem acabou marcando novamente foi o Avaí, em cobrança de escanteio, que Nuno mandou para o gol.

Antes das semifinais, no entanto, os dois times têm compromisso pela Copa do Brasil no meio da semana. A Chapecoense vai a Criciúma depois de vencer por 3 a 2 no jogo de ida. Já o Avaí recebe o Vasco na Ressacada, após 3 a 2 vascaíno no jogo de ida.

FICHA TÉCNICA - Chapecoense 1 x 2 Avaí

CHAPECOENSE

Tiepo, Ronei (Vini Locatelli), Hiago, Gum e Vini Freitas (Régis); Amaral, Orzu, Alan Ruschel e Diego Torres; Rildo (Lourency) e Everaldo. Técnico: Ney Franco.

AVAÍ

Gledson, Wesley, Kunde, Marquinhos Silva e Igor Fernandes; Falcão (Caio), Marcinho e Matheus Barbosa; Brizuela, Dudu (Nuno) e Gabriel Lima (Jô). Técnico: Evando

Gols: Gabriel Lima (A), aos 37 minutos do primeiro tempo. Diego Torres (C), aos 30 minutos do segundo tempo.

Arbitragem: Charly Wendy Straub Deretti, auxiliada por Gizieli Casaril e Alexandre Bittencourt.

Cartões amarelos: Falcão, Kunde, Marcinho, Jô, Matheus Barbosa e Marquinhos Silva (A); Alan Ruschel.

Local: Arena Condá, em Chapecó.

Público: 4.776 torcedores

Renda: R$ 70.615

Deixe seu comentário:

publicidade