nsc
dc

Acusação

"BBB 17": jornalista afirma que Marcos não terminou residência e família mostra diplomas

A família do cirurgião plástico defendeu o gaúcho nas redes sociais

07/04/2017 - 16h13 - Atualizada em: 21/06/2019 - 21h55

Compartilhe

Por Redação NSC
Leo Dias afirmou em seu blog que o brother foi expulso da residência por roubar toalhas
Leo Dias afirmou em seu blog que o brother foi expulso da residência por roubar toalhas
(Foto: )

A família do médico Marcos Harter, do Big Brother Brasil 17, usou as redes sociais para desmentir uma notícia divulgada pelo colunista Leo Dias, do jornal O Dia, de que o brother não seria cirurgião plástico.

O colunista afirmou que o gaúcho não teria concluído a sua residência. O motivo para ele ter sido expulso da residência médica seria o roubo de toalhas. Segundo outros cirurgiões, ele furtava as peças do hospital de Pontes, em Niterói, onde fazia a residência em cirurgia plástica com o cirurgião plástico Ronaldo Pontes.

Leia mais

"BBB 17": Marcos, Emily e Marinalva se classificam para última prova do líder

VÍDEO: quem vai conseguir destronar Emilly no "BBB 17"?

Após sair do BBB Ilmar confessa: "Entrei no BBB querendo ser exemplo"

Nas redes sociais, a família de Marcos postou imagens de todos os diplomas que atestam que o brother possui especialização em cirurgia plástica. Eles afirmaram, também, que pretendem acionar o jornalista judicialmente.

SBT e seus pseudo-apresentadores sendo acionados judicialmente nesse momento! Chega de inconsequentes falando absurdos impunemente!

Uma publicação compartilhada por Marcos Harter ¿¿ (@drmarcosharter) em

Leo Dias afirmou, também, que Marcos não é membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica. Assessor de imprensa da entidade, Diego Garcia esclareceu, por telefone, que o brother realmente não é membro do órgão. Mas isso não impede o médico de exercer a profissão.

— Legalmente, ele é autorizado a exercer a cirurgia plástica desde que tenha concluído a residência médica em um serviço reconhecido pelo Ministério da Educação e pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica — explicou Garcia.

Leia mais notícias

Colunistas