Uma Copa do Mundo depois, Thiago Silva volta a cantar o hino nacional com a braçadeira de capitão no braço esquerdo. No rodízio promovido por Tite, coube ao mais experiente do grupo, com três Mundiais e duas Olimpíadas no currículo, liderar o time dentro de campo. Thiago admite que o empate na estreia trouxe uma dose extra de pressão:

Continua depois da publicidade

— Logicamente, em função da primeira rodada, pelo empate, isso nos traz a responsabilidade maior para que possa vencer esse jogo.

O zagueiro, no entanto, garantiu que há tranquilidade e confiança, apesar da pressão e da necessidade de vencer, sob pena de correr risco de cair ainda na primeira fase:

— Não é de qualquer maneira que vamos vencer, temos uma estratégia para esse jogo e ainda vamos conversar mais para que possamos minimizar ao extremo os riscos. Esse é um jogo importante como todos os outros, mas claro que, em função do primeiro resultado, isso nos coloca teoricamente uma pressão. Mas estamos cientes dessa responsabilidade.

Thiago estava posicionado ao lado de Tite na sala de conferências, estranhamente um anexo numa das estruturas provisórias no entorno do estádio de R$ 4,8 bilhões. Ouviu do técnico um elogio público quando esse foi questionado sobre eleger como capitão um jogador que ficou marcado pelo choro nos momentos de tensão da Copa de 2014. Tite foi enfático e, se havia algum traço de insegurança no zagueiro, foi varrido naquele momento:

Continua depois da publicidade

— Se pegássemos todo mundo que foi criticado na última Copa, seria terra arrasada, não sobraria ninguém para formar a base desta Seleção. O futebol e a vida não são assim. Thiago não ganhou a posição porque o companheiro estava mal. Pelo contrário, a briga era em alto nível.

Thiago sorriu ao ouvir os elogios do chefe. Pouco antes, ele havia respondido de forma tranquila ao mesmo questionamento em relação à sua volta à Seleção e ao posto de capitão:

— Vejo um ponto positivo, muito positivo para mim, depois de um período fora das convocações. Retornei em alto nível na Seleção, me preparei muito para isso — disse o zagueiro.

Nesta sexta-feira, será ele o líder em campo. No jogo mais tenso dos últimos tempos. É hora de Thiago mostrar que não está em sua terceira Copa por acaso.

Continua depois da publicidade

vai brasil, copa, copa 2018, divulgação, nsc
Foto: Arte DC

Destaques do NSC Total