nsc

publicidade

Brasileirão

Chapecoense encerra jejum, vence o Santos e se anima na luta pela permanência

Verdão chega aos 37 pontos e fica perto de deixar zona de rebaixamento

12/11/2018 - 19h55 - Atualizada em: 12/11/2018 - 19h59

Compartilhe

Por Redação NSC
(Foto: )

Apesar de não deixar a zona de rebaixamento, a Chapecoense conquistou um resultado que dá ânimo para a reta decisiva do Campeonato Brasileiro. Na noite desta segunda-feira, o Verdão venceu o Santos por 1 a 0 no Pacaembu, em São Paulo, em jogo que encerrou a 33ª rodada. O gol de Leandro Pereira garantiu a primeira vitória da equipe como visitante na Série A deste ano, já que antes foram 11 derrotas e cinco empates.

Com o nono triunfo na temporada, a Chape chega aos 37 pontos e ocupa a 17ª colocação. O time tem a mesma pontuação que o Sport, primeiro fora da zona de queda, mas segue na degola por ter menor número de vitórias (10 a 9). O Peixe, com 46, perdeu outra chance de entrar na área de classificação à Libertadores 2019. Na próxima rodada, o Verdão pega o Botafogo, enquanto o Santos visita o Flamengo. Os jogos serão às 17h de quinta-feira, feriado de Proclamação da República.

Artilheiro resolve lá na frente

Com o que tinha de melhor em campo desde início, a Chape contou com a sorte logo no primeiro minuto para não ficar em desvantagem no placar. Após bela jogada pela direita, Derlis González cruzou rasteiro, o zagueiro Douglas desviou dentro da pequena área e a bola saiu ao lado do gol. O Peixe seguiu em cima e, aos 12, Bryan Ruiz exigiu boa defesa de Jandrei em cobrança de falta direto.

O Verdão chegou aos 20, quando Leandro Pereira carregou para o meio e finalizou. Vanderlei espalmou e Doffo bateu por cima antes do auxiliar assinalar posição de impedimento. Oito minutos mais tarde, a Chape chegou ao gol. Canteros cobrou escanteio, Gustavo Henrique desviou para trás e Leandro Pereira se esticou para pegar de esquerda: 1 a 0. Foi o oitavo gol do artilheiro do Verdão na Série A.

Antes do intervalo, as equipes ainda criaram novas chances de gol. Aos 41, Wellington Paulista surpreendeu Vanderlei em cruzamento perigoso, mas Daniel Guedes acompanhou a jogada e tirou a bola em cima da linha. Aos 44, o Peixe teve a oportunidade de ir para o descanso com a igualdade no placar. Bryan Ruiz serviu Derlis González, mas o paraguaio finaliza para fora em chute da entrada da área.

Segurando o placar positivo

Diferente da primeira etapa, quando levou um susto logo de cara, a Chape assustou os santistas no Pacaembu. Em chute rasteiro de fora da área, a bola raspou a rede da meta do Peixe. Aos sete, Dodô levantou na medida para Gustavo Henrique testar firme. O zagueiro, porém, estava em posição irregular. O Santos aumentou a pressão na busca do empate, mas errou o alvo aos 29. Alisson levantou da direita e Rodrygo testou por cima do gol de Jandrei.

Em vantagem no placar, a Chape se preocupou em segurar o resultado e, por isso, chegava apenas nas bolas paradas. Em uma delas, aos 32, Canteros bateu falta da intermediária e mandou ao lado do gol santista. Na busca de manter a vantagem, Claudinei Oliveira botou em campo o volante Elicarlos e o zagueiro Luiz Otávio. Apesar da pressão do Peixe nos últimos minutos, o Verdão cumpriu a missão e venceu a primeira longe da Arena Condá.

FICHA TÉCNICA - SANTOS 0 X 1 CHAPECOENSE

SANTOS

Vanderlei; Daniel Guedes (Rodrygo), Alisson, Gustavo Henrique e Dodô; Yuri, Carlos Sánchez, Bryan Ruiz (Arthur Gomes); Derlis González, Copete (Bruno Henrique) e Sasha. Técnico: Cuca

CHAPECOENSE

Jandrei; Eduardo, Douglas, Fabrício Bruno e Bruno Pacheco; Amaral, Márcio Araújo, Canteros (Elicarlos) e Doffo (Vinicius); Wellington Paulista (Luiz Otávio) e Leandro Pereira. Técnico: Claudinei Oliveira

GOL: Leandro Pereira (C, 28'/1T)

CARTÕES AMARELOS: Alisson e Yuri (S). Márcio Araújo (C).

BORDERÔ: 12.659 torcedores e renda de R$ 334.014,50.

ARBITRAGEM: Rafael Traci, auxiliado por Ivan Carlos Bohn e Rafael Trombetta (trio do PR).

LOCAL: Estádio do Pacaembu, em São Paulo.

Leia mais notícias sobre a Chapecoense

Deixe seu comentário:

publicidade