Em 1973, o Figueirense conquistou seu primeiro acesso à Série A do Campeonato Brasileiro ao disputar contra o Avaí a única vaga catarinense para o torneio. A Federação Catarinense de Futebol (FCF) colocou as duas melhores equipes da época frente a frente, e o confronto histórico definiu o Furacão como o primeiro clube de SC a disputar o Campeonato Nacional, iniciado em 1971.

Continua depois da publicidade

Como era SC quando Colombo Salles foi governador; veja fotos antigas e curiosidades

Conselho deliberativo do Figueirense aprova operações junto à Clave Capital

EXCLUSIVO: Figueirense já tem nome indicado para comandar o futebol a partir de 2024

Leia mais notícias do Esporte no NSC Total

Continua depois da publicidade

No entanto, para que Santa Catarina tivesse um representante no torneio nacional, era necessário um estádio que atendesse às exigências da Confederação Brasileira de Desportos (CBD). Foi assim que o então governador Colombo Machado Salles liderou uma verdadeira força tarefa que envolveu Avaí, Figueirense, o Governo do Estado, e o presidente da CBD, João Havelange.  

Deputado Fernando Bastos (à esquerda), José Ortega, presidente do Figueirense (à direita), João Havelange, presidente da CBD (ao centro), durante visita ao Estádio Orlando Scarpelli (Foto: Acervo Memorial FFC)

O Estádio Orlando Scarpelli, que já era mais moderno que o antigo Adolfo Konder, foi escolhido para ser reformado com o auxílio do Governo. Foram instalados um novo sistema de iluminação, a cobertura das sociais (atual Setor A), as arquibancadas metálicas da antiga coloninha, além de vestiários para as duas equipes e arbitragem. Atualmente, uma das entradas do Scarpelli homenageia o ex-governador, tamanho o impacto das melhorias.

O objetivo foi proporcionar tanto para o Avaí quanto para o Figueirense as condições necessárias para que os clubes representassem Santa Catarina em nível nacional pela primeira vez. Embora o estádio fosse de propriedade privada do Figueirense, na época era comum que o rival Avaí disputasse partidas importantes no Scarpelli.

Santa Catarina é Brasil

O cronista esportivo Roberto Alves relembrou nesta quarta-feira (15) o papel que Colombo Salles desempenhou em prol do futebol da capital. O ex-governador faleceu nesta terça-feira aos 97 anos e foi velado na Assembleia Legislativa de Santa Catarina com a presença de amigos, familiares e autoridades.

Continua depois da publicidade

— Quando Santa Catarina entrou no Campeonato Brasileiro, foi ele que a colocou. Ele convidou o João Havelange (presidente da CBD, atual CBF) a vir para Florianópolis para melhorar o estádio Orlando Scarpelli e o Governo deu o dinheiro necessário para que a gente pudesse atender às exigências da CBD — destacou Roberto no programa Notícia na Manhã, da CBN Floripa.

Em maio de 1973, a FCF realizou a “melhor de três” entre Avaí e Figueirense, valendo a vaga no Brasileirão. No primeiro jogo, no Estádio Adolfo Konder, a casa do Avaí, o Figueira venceu por 1 a 0, com gol de Tião Marino, atacante com passagens por Internacional e Flamengo. No segundo jogo, o Figueirense poderia classificar apenas com o empate.

Torcida do Figueira festeja entrada dos jogadores no primeiro confronto contra o Avaí, no Adolfo Konder (Foto: Acervo Memorial FFC)

A partida decisiva foi realizada no estádio Dr. Hercílio Luz, em Itajaí, devido às reformas em curso no Orlando Scarpelli. Em campo neutro, na noite de 16 de maio, o Figueira segurou a vantagem em um empate por 0 a 0 bastante disputado, o suficiente para levar o alvinegro ao Campeonato Brasileiro daquele ano.

Veja mais fotos do acesso de 1973

Continua depois da publicidade

Destaques do NSC Total