O italiano Antonio Conte falou, nesta sexta-feira, que aceitaria a maldição da Premier League com muito prazer, o que significaria na sua demissão caso confirmasse o título do campeonato com o Chelsea – algo que já aconteceu, por exemplo, com o português José Mourinho, campeão com os Blues e demitido meses depois, em 2015.

Continua depois da publicidade

Conte fez referência à demissão do compatriota Claudio Ranieri, expulso do cargo nove meses depois de vencer o campeonato.

Leia mais:

Apenas nove meses após título inglês, Ranieri é demitido do Leicester

Liverpool enfrenta Leicester na beira do precipício no Campeonato Inglês

Continua depois da publicidade

Ibrahimovic se sente o “Indiana Jones do futebol”

— O primeiro de tudo é terminar a competição da melhor maneira possível. Se formos capazes de realizar esse sonho, estou disposto a correr esse risco — afirmou o italiano.

O italiano levou com bom humor a possibilidade de ser demitido, caso consiga o título da liga – o líder Chelsea está oito pontos à frente do Manchester City, o atual segundo colocado.

— Se vocês se lembrarem, eu já estava demitido no início da temporada — lembrou Conte, que começou a temporada com resultados irregulares. — Por sorte, posso manter a concentração e continuar trabalhando.

O treinador se compadeceu com a notícia de afastamento do amigo:

— Vou ligar para ele. Quero que ele saiba que eu compartilho a frustração e que não estou de acordo com a decisão do Leicester.

Continua depois da publicidade

*AFP

Destaques do NSC Total