nsc
    dc

    E agora?

    Dana White diz que Cyborg recusou duas lutas pelo cinturão peso pena

    Presidente do UFC afirmou que a brasileira rejeitou propostas para tentar a conquista do cinturão de uma nova categoria na organização

    06/12/2016 - 10h45

    Compartilhe

    Por Redação NSC
    Cyborg tem duas vitórias em duas lutas no UFC
    Cyborg tem duas vitórias em duas lutas no UFC
    (Foto: )

    Cris Cyborg fez duas lutas em peso casado no UFC, nocauteando Leslie Smith e Lina Länsberg. A brasileira, no entanto, afirmou que não pretendia mais descer de categoria. O problema é que, de acordo com o presidente Dana White, a lutadora recusou dois combates em sua categoria de origem, o peso pena.

    — Eu ofereci uma luta pelo cinturão peso pena contra Holly Holm a Cris Cyborg um mês atrás. Ela tinha oito semanas para se preparar e disse que não conseguiria bater o peso. Depois disso, eu ofereci uma nova luta pelo cinturão peso pena contra Germaine de Randamie para o UFC 208, que acontece dia 11 de fevereiro, e ela recusou novamente sem me dar justificativas. Ela recusou duas lutas pelo cinturão peso pena, e uma delas foi por não conseguir bater o peso em oito semanas. Não sei o que passou na cabeça dela — disse White, em entrevista ao podcast UFC Unfiltered.

    Leia mais:

    McGregor minimiza cinturão de Aldo: "O UFC não engana ninguém"

    Promovido a campeão linear, Aldo mostra disposição: "Máquina de guerra"

    Vitor Belfort pede revanche contra Anderson Silva no Rio de Janeiro

    Em contato com o site MMA Fighting, Cyborg admitiu as recusas. No entanto, garantiu que não aceitou lutar por ainda estar em recuperação do seu último corte de peso.

    — Sabendo que ainda estou em recuperação, eu disse a eles que poderia lutar com qualquer uma em fevereiro, mas que eu precisaria cuidar do meu corpo — destacou.

    Atualmente, o UFC tem duas categorias femininas: palha e galo. A categoria dos penas, imediatamente acima dos galos, é a ideal para Cyborg — é a classe na qual ela é a campeã do Invicta FC. Recentemente, a brasileira afirmou que poderia procurar um contrato com outro evento caso o UFC não abrisse o cinturão de seu peso.

    Deixe seu comentário:

    Últimas notícias

    Loading... Todas de Esportes

    Colunistas