nsc
santa

publicidade

Negócios

Empreendedores usam a criatividade para superar a crise em Blumenau

Grupo lança novo olhar sobre a moda na cidade

30/04/2016 - 10h31 - Atualizada em: 30/04/2016 - 11h26

Compartilhe

Por Redação NSC
As irmãs Bruna (E) e Bia se juntaram para abrir uma loja especializada em coletes
As irmãs Bruna (E) e Bia se juntaram para abrir uma loja especializada em coletes
(Foto: )

O consumidor não procura mais apenas um produto. Cada vez mais pensa no valor agregado, no conceito e na forma como uma peça é produzida antes de adquiri-la. E em ano de crise, destaca-se quem é diferente e se utiliza de inovações para atrair a atenção do cliente. Tudo isso funciona melhor quando as estratégias são pensadas em conjunto e as experiências, trocadas.

É dessa maneira que o Núcleo de Moda, um grupo formado por 13 mulheres, constrói espaço no mercado e mostra que é preciso ter criatividade para vencer obstáculos. Os produtos são diferenciados: calçados artesanais, aventais personalizados e peças estilizadas de tricô. A primeira reunião das empreendedoras aconteceu em outubro do ano passado. No encontro, as jovens do mundo da moda resolveram dificuldades e desenvolveram estratégias para superar a crise e incrementar as vendas.

:: Ao acreditar no sonho, pessoas transformam hobby em profissão

A união é um fator importante para o sucesso dos negócios em um momento de turbulência. Para a empresária Alana Baumgarten, fundadora da marca de lenços Van Cleve, as lições do cooperativismo devem ser levadas em conta no momento atual.

- É preciso deixar de pensar somente no eu e ter uma visão no todo. Quando você abre um negócio, precisa de ajuda e também pode ajudar alguém. Por isso que o cooperativismo vale a pena no início - avalia Alana.

Em momentos de crise as pessoas tendem a comprar menos, mas procuram produtos diferenciados, com maior durabilidade. É nesse ponto que as marcas participantes do Núcleo de Moda ganham destaque, garante Alana, que para abrir o seu próprio negócio em Blumenau buscou inspiração em países como Itália, Inglaterra e Índia.

Para Bruna Souza Boskovic, sócia da Coleteria ao lado da irmã Bia, a recessão econômica é um período de aprendizagem:

- Não adianta nesse momento se isolar e tentar se recuperar sozinho, no caso das empresas que não estão indo bem. Com essa união de forças, você consegue seguir adiante.

Deixe seu comentário:

publicidade

publicidade

publicidade

publicidade