nsc
dc

Futebol

Messi anuncia que fica no Barcelona para evitar ir à justiça

Decisão do jogador foi anunciada depois de ele afirmar ao clube espanhol, em 25 de agosto, que desejava  rescindir unilateralmente o contrato

04/09/2020 - 18h40 - Atualizada em: 04/09/2020 - 18h46

Compartilhe

Por AFP
messi-barcelona-fico
Messi chegou ao Barça aos 13 anos de idade, onde está há 20 anos
(Foto: )

O jogador argentino Lionel Messi, 33 anos, afirmou nesta sexta-feira que "ficará no Barcelona". Isso depois de anunciar ao clube espanhol, em 25 de agosto, que desejava  rescindir unilateralmente o contrato.

– Nunca iria entrar com um processo contra o Barça porque é o clube que amo, que me deu tudo desde que cheguei, é o clube da minha vida. (...) Vou continuar no Barça e minha atitude não vai mudar porque eu queria sair – assegurou Lionel Messi em uma longa entrevista ao Goal.com, transmitida na tarde desta sexta.

​> Clique aqui para acessar o DAZN e assistir à entrevista completa no DAZN

Da casa em Castelldefels, nos arredores de Barcelona, Messi conversou com o site esportivo e explicou a versão do que tem acontecido nas últimas semanas, desde que o time espanhol foi eliminado da Liga dos Campeões nas quartas de final, após a derrota por 8 a 2 para o Bayern de Munique.

> Vídeo: Messi define futuro no Barcelona: “vou ficar”

Bartomeu não lhe dava atenção

– Passamos uma imagem muito ruim. Fiquei mal, não queria mais nada. Queria que o tempo passasse mais rápido e depois sair dali para esclarecer tudo – disse Messi sobre a derrota para a equipe alemã.

Segundo o atacante, o documento que enviou para o clube há dez dias avisando da sua intenção de sair foi o seu último recurso:

– Disse ao clube, sobretudo ao presidente (Josep Maria Bartomeu), que queria ir. Tenho dito isso o ano todo. Achei que era hora de me afastar. Achava que o clube precisava de mais jovens, gente nova e pensei que meu tempo no Barcelona havia acabado, sinto muito.

– Esse pedido não veio por causa do resultado da Liga dos Campeões contra o Bayern, eu estava pensando na decisão há muito tempo. Eu disse ao presidente e, bom, o presidente sempre disse que no final da temporada eu poderia decidir se queria ir ou se queria ficar e no final, acabou não cumprindo a palavra – acrescentou o jogador.

– Para colocar de alguma forma, o presidente não deu bola para o que eu estava dizendo – frisou o camisa 10 do Barcelona.

Horas antes da publicação da entrevista (às 13h de Brasília), Jorge Messi, pai e agente do atacante, insistia em carta dirigida à Liga Espanhola de Futebol Profissional que a cláusula de rescisão do jogador do Barcelona de 700 milhões de euros euros (828 milhões de dólares) não poderia ser aplicada neste caso.

La Liga (entidade que organiza o campeonato espanhol), que havia apoiado a posição do Barcelona no último fim de semana, anunciando que a cláusula de rescisão ainda é válida, reagiu à carta do pai de Messi mantendo-se firme em sua posição.

O Barcelona comemorou a decisão do capitão de permanecer no clube postando em suas redes sociais na noite desta sexta-feira uma foto do craque argentino com a nova camisa da equipe para a temporada 2020-2021.

– Vou dar o meu melhor. Meu amor pelo Barça nunca vai mudar – escreveu o clube catalão em sua conta no Instagram, incluindo uma frase que Messi pronunciou na entrevista.

> Vídeo: Messi quebra silêncio sobre a saga da saída do Barcelona: “presidente não cumpriu a palavra”

Uma vida e uma família

Messi chegou ao Barça aos 13 anos de idade, onde está há 20 anos. Os três filhos dele nasceram na cidade espanhola.

– Quando comuniquei isto à minha mulher e aos meus filhos foi um drama bárbaro. A família inteira chorando, os meus filhos não queriam sair de Barcelona, nem queriam mudar de escola – revelou nesta sexta-feira.

– Olhei para o futuro e quero competir no mais alto nível, ganhar títulos, disputar a Liga dos Campeões. Você pode ganhar ou perder, porque é muito difícil, mas tem de competir, e que não aconteça o que passamos em  Roma, Liverpool ou Lisboa. Tudo isso me levou a pensar naquela decisão que não cumpri – acrescentou o argentino.

Messi, que esta semana não compareceu aos primeiros treinos do clube, como prova da sua intenção de sair, conquistou 34 títulos como jogador do Barça (sendo quatro Ligas dos Campeões) e foi eleito seis vezes o melhor do mundo.

No contrato, ele tem uma temporada opcional (2020-21), e a partir de 30 de junho estará livre para escolher o futuro.

info-afp-messi
Infográfico traz detalhes da relação entre Lionel Messi e o Barcelona
(Foto: )

Colunistas