nsc

Futebol

Figueirense empata com o Marcílio Dias e fica fora do mata-mata do Catarinense

Figueirense terminou a primeira fase do Estadual em nono lugar, com 11 pontos, e ficou fora da zona de classificação

21/04/2021 - 23h24 - Atualizada em: 21/04/2021 - 23h26

Compartilhe

Por Redação NSC
Figueirense 0 x 0 Marcílio Dias, Catarinense
Figueirense empatou sem gols com o Marcílio Dias no Scarpelli
(Foto: )

O Figueirense ficou no empate sem gols com o Marcílio Dias, no Orlando Scarpelli, pela última rodada da primeira fase do Campeonato Catarinense. O Alvinegro chegou a estar classificado para o mata-mata até poucos minutos após o apito final, mas com a vitória do Hercílio Luz por 4 a 3, nos acréscimos, sobre o Joinville, acabou ultrapassado na tabela e ficou de fora da segunda fase do estadual.

> Campeonato Catarinense: definidos os classificados à segunda fase

Com o resultado, o Figueirense terminou a primeira fase em nono, com 11 pontos, e ficou fora da zona de classificação. O Marcílio Dias chegou aos 15 pontos e ficou em quinto na tabela. 

Quinto colocado na primeira fase, o Marcílio Dias enfrenta o Juventus, quarto colocado, em jogos de ida e volta nas quartas de final. A primeira partida será neste domingo, às 16h (de Brasília), no Gigantão das Avenidas. A volta acontece na quarta-feira no estádio João Marcatto.

> Acompanhe o pós-jogo de Figueirense e Avaí na CBN Diário

Primeiro tempo

Figueirense e Marcílio Dias não ficaram esperando o adversário jogar. As duas equipes propuseram as jogadas ofensivas, e também cederam espaço para as jogadas de velocidade nos contra-ataques. Emerson Júnior salvou o Figueirense nas melhores chances da partida, no chute de Nathan Ferreira, aos 14 minutos, e de Nathan Cachorrão, aos 30 minutos. O lance de maior perigo do Alvinegro na primeira etapa saiu em um erro de cruzamento de Everton Santos, que acabou acertando o travessão de Victor Golas aos 43.

Segundo tempo

A segunda etapa da partida continuou lá e cá, mas sem grandes chances e com muitas faltas por ambas equipes. Emerson Júnior se destacou na meta alvinegra e foi responsável por segurar os visitantes. A melhor defesa do arqueiro foi na reta final do jogo, aos 43, quando Guilherme Xavier bateu firme, rasteiro, e só não abriu o marcador porque o camisa 1 do Furacão espalmou para escanteio e garantiu o empate sem gols no Orlando Scarpelli.

*Por Ronaldo Fontana

Colunistas