Escolhida como sexto melhor destino do Brasil no prêmio Travelers’ Choice, do site TripAdvisor, em lista divulgada na semana passada, a paranaense Foz do Iguaçu há muito tempo é conhecida pela beleza das cataratas, mas tem se consolidado como opção de turismo de aventura no Brasil. Em abril de 2013, foi a primeira cidade fora dos Estados Unidos a sediar um evento do X-Games de verão. Entre imagens de atletas de skate, bike e moto, vistas paradisíacas de Foz percorreram o mundo pela TV.

Continua depois da publicidade

Do popular Macuco Safari — que leva o turista de bote o mais próximo possível das quedas d’água — a trilhas e saltos duplos, são vastas as opções para quem tira uns dias em Foz e não quer ficar apenas fazendo compras na fronteira. Adrenalina e diversão também estão no cardápio da cidade próxima ao Paraguai, com quem divide a Itaipu Binacional, maior geradora de energia limpa e renovável do mundo — que também é palco da competição binacional Itaipu Ironman 70.3 Brasil Paraguay, que neste ano ocorre em 27 de agosto.

Leia mais

Sete motivos para as Cataratas do Iguaçu terem sido eleitas uma das 7 Maravilhas da Natureza

Continua depois da publicidade

Turismo de aventura é destaque em roteiro na serra gaúcha

Turismo de aventura é a nova atração de Bento Gonçalves

A usina hidrelétrica, cuja construção começou em 1973, é tão imponente que pode ser vista de longe em um salto de paraquedas, atividade que tem atraído aventureiros para Foz do Iguaçu desde maio de 2013. Saltos duplos levam quem pretende enfrentar o medo de altura para ter uma vista impressionante da cidade, a pelo menos 3 mil metros de altura.

Também com os argentinos, Foz divide as belezas das cataratas — consagrada como uma das Sete Maravilhas da Natureza, em votação da Fundação New Seven Wonders. As quedas d’água podem ser vistas tanto do lado brasileiro quanto em uma passada pelo país vizinho.

Quedas d’água

A entrada no parque que abriga as Cataratas do Iguaçu permite o passeio pelas trilhas e pelos mirantes, de onde se pode enxergar as quedas d’água, principais atrações desta que é uma das maiores reservas florestais da América do Sul.

Continua depois da publicidade

Parque Nacional do Iguaçu: aberto diariamente, das 9h às 17h.
Ingressos: R$ 34,30 (brasileiros a partir de 12 anos) e R$ 9 (de dois a 11 anos e idosos). Os preços são diferenciados para estrangeiros e visitantes do Mercosul.
Mais informações: www.cataratasdoiguacu.com.br

Batismo nas cataratas

Não há olho que fique aberto perto da força da queda das cataratas em Foz. E não estou falando da caminhada pelos mirantes dentro do Parque Nacional do Iguaçu, que permitem você se aproximar da queda conhecida como Garganta do Diabo. 

Em um dos momentos mais emocionantes do passeio Macuco Safari, quando um bote leva os turistas pelo Rio Iguaçu muito próximo ao salto d’água conhecido como Três Mosqueteiros, pouco se vê, muito se ouve — o barulho da vazão é muito forte —, e o banho (completo) é inevitável, mas uma delícia. Tire os sapatos e leve uma muda de roupa para trocar depois.

Continua depois da publicidade

Macuco Safari
Ingressos:
R$ 198 (adulto, passeio completo) e R$ 99 (crianças de sete anos a 11 anos e idosos).
Informações: www.macucosafari.com.br

Sem medo de altura

Passeio essencial para quem não quer perder a chance de unir adrenalina a uma das vistas mais impressionantes de Foz do Iguaçu: a usina hidrelétrica Itaipu Binacional. O salto de paraquedas é feito junto a um instrutor, não sem antes o visitante receber todas as dicas para desfrutar melhor da aventura com toda a segurança. Sobe-se em um pequeno avião e, a cerca de 3,5 mil metros de altura, é feito o salto. 

A repórter durante o salto Foto: divulgação / Divulgação

Tudo é muito rápido e emocionante durante a queda livre, e a contemplação da paisagem, quando abre o paraquedas, dá uma sensação de tranquilidade deliciosa. E é possível registrar tudo em vídeo e fotos. Para saltar, é preciso ter mais de 18 anos e menos de 130 quilos.

Continua depois da publicidade

Salto duplo
Valores:
R$ 590 por pessoa
Informações: skydivefoz.com

Outros passeios

Trilha do Poço Preto

Passeio com trilha de nove quilômetros (a pé, em veículo elétrico ou de bicicleta). O roteiro segue em barco a motor pelo Rio Iguaçu, com a possibilidade de passeio em botes do tipo duck. O retorno é pelas corredeiras, com passagem pela Ilha dos Papagaios. Desembarque é no Porto Bananeiras.

Ingressos: R$ 278 (adultos a partir de 12 anos), R$ 139 (crianças de sete a 11 anos e idosos)
Informações: www.macucosafari.com.br/br/macuco-ecoaventura

Refúgio Biológico Bela Vista, em Itaipu

Passeio começa em uma carretinha, que sai do Centro de Recepção de Visitantes, e contorna o Canal da Piracema até o refúgio. O roteiro segue com uma caminhada de dois quilômetros em trilha de floresta nativa.

Continua depois da publicidade

Ingressos: R$ 22
Informações: www.turismoitaipu.com.br

PARA RELAXAR

Templo budista

O passeio silencioso entre as mais de 120 estátuas e belos jardins do templo, localizado em uma bonita região da cidade, pode proporcionar um pouco de paz depois da overdose de aventura. Fica na Rua Dr. Josivalter Vila Nova, 99, e tem entrada gratuita. O horário de visitação é de terça a domingo, das 9h30min às 17h.

Templo budista é ponto de tranquilidade em Foz Foto: Maria Rita Horn / Agencia RBS

*A jornalista viajou a convite do Destino Iguaçu e de Itaipu Binacional

Destaques do NSC Total