publicidade

Especial

Guia da Copa do Mundo de futebol feminino  

Conheça as craques, os favoritos e mais sobre a competição sediada na França

07/06/2019 - 06h23 - Atualizada em: 08/06/2019 - 12h57

Compartilhe

João Lucas
Por João Lucas Cardoso
(Foto: )

Começou a oitava edição da Copa do Mundo de futebol feminino. A França recebe o maior torneio da modalidade em que a seleção brasileira, de Marta e companhia, renova a esperança de conquistar pela primeira vez o título máximo. Preparamos um guia para você ficar por dentro e acompanhar cada lance da competição que começou na sexta-feira (07).

Vídeo: destaques da Seleção Brasileira na Copa do Mundo de Futebol Feminino

Participantes

A fórmula de disputa é a mesma da Copa do Mundo com os times divididos em grupos para buscar as vagas nas oitavas de final. É o modelo da Copa de 1994, nos Estados Unidos, a última que contou com 24 seleções participantes. Os times são divididos em seis grupos de quatro equipes cada. Os dois melhores colocados de cada e os quatro melhores terceiros se classificam. A partir das oitavas, é jogo eliminatório até a decisão. Confira a seguir todas os times, os favoritos e a condição das equipes mais tradicionais do torneio.

(Foto: )
(Foto: )
(Foto: )

Craques

Marta é Marta, eleita seis vezes melhor do mundo e presente na França. Mesmo que o selecionado brasileiro não esteja em grande momento, chama a atenção. Mas tem mais gente boa que chega em alta. A forte Inglaterra vai contar com Nikita Parris, de 25 anos, que surge com expectativa de muitos gols. A Holanda vai contar com o faro apurado de Vivianne Miedema, de 22 anos, que vem de uma temporada espetacular no Arsenal. Mesmo sem a Ada Hegerberg, que não quis defender a seleção, um destaque da Noruega é a jogadora que fechou com o Barcelona recentemente, Caroline Graham Hansen, de 24 anos. Outro nome, bem mais experiente, é a canadense Christine Sinclair.

(Foto: )

Saiba mais sobre a Copa do Mundo na França

Este será o terceiro Mundial de futebol disputado na França, o primeiro feminino – o país sediou os torneios masculinos de 1938 e 1998. Dois locais de jogos são os mesmos da Copa de 98: Parque dos Príncipes (Paris) e Stade de la Mosson (Montpellier). Nove estádios e nove cidades recebem jogos da competição.

Maior estádio: Parc Olympique Lyonnais, em Lyon (59.186 pessoas)

Menor estádio: Stade des Alpes, em Grenoble (20.068 pessoas)

Estádios cheios

A expectativa da Fifa é que os estádios franceses estejam cheios. O jogo de abertura, a final e as partidas das francesas já tinham ingressos esgotados com mais de um mês de antecedência.

(Foto: )

Taça

Criada em 1999, é composta por ouro, prata e mármore. A cada edição do Mundial feminino, uma nova é feita. Diferente da Copa masculina, o troféu fica com a seleção campeã.

Mascote

Ettie. Este é o nome da galinha que empresta seu charme ao Mundial. A organização diz que é filha de Footix, o galo que foi o mascote da Copa do Mundo de 1998, sediada no país.

Tá em todas

Alemanha, Brasil, Estados Unidos, Japão, Nigéria, Noruega e Suécia são as seleções que estiveram presentes nas oito edições de copas femininas disputadas.

Colaboração: Fernanda Schuch, especialista em futebol feminino

Deixe seu comentário:

publicidade