nsc

publicidade

Reconhecimento

Guto Delfino será o técnico da equipe de Palhoça na Copa do Mundo de Amadores

Guto, que tem paralisia cerebral, vai treinar equipe master do Pura Arte

16/04/2019 - 12h06 - Atualizada em: 16/04/2019 - 14h25

Compartilhe

Por Dayane Bazzo
(Foto: )

Augusto Delfino, 25 anos, auxiliar técnico da equipe principal do time Pura Arte, de Palhoça, é o novo técnico da equipe master do clube, que vai disputar a Copa do Mundo de Amadores no Rio de Janeiro, entre os dias 29 de novembro e 6 de dezembro deste ano. Guto tem paralisia cerebral, mas superou todas as dificuldades para realizar o sonho de atuar no esporte. O resultado de um ano de trabalho, desde que estreou no time em abril de 2018, levou Guto a ser convidado para ser treinador.

A estreia dele foi segunda-feira (15), às 21h, no campo da sede da Associação de Moradores do Parque Residencial Madri (Amma). A equipe tem sete meses para se preparar para a competição. Lui Vandré, atual técnico do Pura Arte, trocou de lugar com Guto e vai entrar em campo com os outros jogadores. Os treinos ocorrem toda segunda até o mês de novembro.

Lui conta que o time de Palhoça foi convidado para a Copa em dezembro do ano passado e será a única equipe de Santa Catarina a participar do evento. Eles vão disputar na categoria master, acima de 38 anos. Convite aceito, Lui não pensou duas vezes e chamou Guto para treinar a equipe, que ainda está em formação.

— Como no ano passado ele já treinou alguns atletas, tive uma aproximação muito grande com o Guto, a história dele é muito bacana e é um guri muito especial, eu tive a ideia de chamá-lo. Ele aceitou e o pessoal também, e estão adorando a ideia. O Guto está feliz, muito motivado — comenta.

O time master foi batizado de Pura Arte Lico 11, em homenagem ao padrinho Antônio Nunes, o Lico, que foi camisa 11 do Flamengo. A Copa do Mundo de Amadores reunirá 10 equipes de diversos países. Elas serão divididas em dois grupos. Os times de cada grupo jogam entre si e se classificam as duas melhores equipes de cada grupo para a semifinal e a final. O time de Palhoça deve realizar eventos e rifas para arrecadar fundos para ajudar na viagem.

— Para nós é a realização de um sonho. Vamos jogar no CT do Zico com muitos flamenguistas e passar oito dias no Rio de Janeiro. Será uma experiência de estar jogando em uma competição que vai participar times da Europa, da Argentina, Uruguai, África — diz Lui.

Para Guto, será mais um ano de muito trabalho pela frente. Além de treinar a equipe master, ele mantém o trabalho de auxiliar técnico do time principal Pura Arte, que disputa a segunda divisão do campeonato amador de Palhoça. O novo técnico pretende fazer o curso de treinador de futebol da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) no próximo ano.

Guto nasceu com paralisia cerebral, o que impede os movimentos do corpo e a fala. No entanto, a parte cognitiva é perfeita. Ele é apaixonado por esportes, em especial o futebol e o Avaí, que sempre acompanha os jogos na Ressacada. Desde 2018, integra a comissão do Pura Arte, após Lui descobrir o sonho do Guto de ser treinador.

A Hora de SC contou a história de Guto quando ele foi convidado a integrar a comissão técnica do Pura Arte. Relembre:

Deixe seu comentário:

publicidade