A segunda semana de abril será a mais importante do Joinville, até o momento, nesta temporada. De uma vez só, o Tricolor terá dois desafios duríssimos. O primeiro nesta quarta, às 21h45, pela quarta fase da Copa do Brasil, contra o Sport, em Recife. Logo depois, no sábado, às 16 horas, o JEC encara a Chapecoense, em Chapecó, em duelo que decidirá o returno do Catarinense.

Continua depois da publicidade

Leia as últimas notícias sobre o Joinville Esporte Clube no AN.com.br

Para evitar mais desgaste aos atletas, a comissão técnica decidiu fazer um roteiro sem retorno de Recife para Joinville. Após a partida diante do Leão pernambucano, os tricolores embarcam diretamente para o Oeste do Estado.

Continua depois da publicidade

A delegação conta com 20 atletas. Na primeira viagem, a baixa é o volante Roberto, suspenso pelo terceiro cartão amarelo. Problema a mais para o técnico Fabinho Santos, que já não conta com Renan Teixeira e Júnior Sutil, machucados.

Apesar da falta de ritmo de jogo, é boa a chance de Tinga começar a partida. Além dele, para a posição, Fabinho só tem os jovens Luiz Meneses e Knapp.

Outra opção seria recuar Breno, como aconteceu no jogo diante do Tubarão. O jogador voltou a aparecer na lista dos relacionados depois de cumprir suspensão no Campeonato Catarinense.

Continua depois da publicidade

Nas outras vagas, os atletas que estavam jogando estão à disposição. Nesta terça, o Joinville fará um treino às 15h30 no CT do Náutico. Será a última atividade antes do jogo.

Após a partida de ida, a equipe faz um regenerativo pela manhã, viaja para Chapecó e treinará na sexta-feira à tarde, no CT Belvedere. Na sequência, inicia a concentração para o clássico válido pelo Campeonato Catarinense.

Destaques do NSC Total