nsc

publicidade

Futsal

JEC/Krona perde mais uma para o Corinthians e fica com o vice-campeonato da Copa do Brasil

Tricolor precisava vencer no tempo normal, mas jogou menos do que na semana passada e acabou derrotado pelo Timão

11/10/2018 - 17h45 - Atualizada em: 11/10/2018 - 17h47

Compartilhe

Por Redação NSC
(Foto: )

O JEC/Krona tinha a missão de vencer o Corinthians no tempo normal para forçar a realização da prorrogação para se manter vivo na final da Copa do Brasil de Futsal. No entanto, o Tricolor não esteve nem perto de alcançar o objetivo. Pelo contrário, a equipe jogou menos do que na semana passada e acabou derrotada pelos donos da casa por 3 a 0. Os gols foram marcados por Caio, Obina e Nenê.

Com o resultado, o Joinville ficou com o vice-campeonato da competição. Campeão, o Corinthians irá disputar a Supercopa do Brasil em 2019, torneio que reúne o campeão da Copa do Brasil (Corinthians), o campeão da Taça Brasil (Pato Futsal), o campeão da Liga Futsal (indefinido) e o clube sediante (também indefinido).

O JEC/Krona volta à quadra agora na próxima terça-feira, às 20h15, em Cascavel (PR), pelas oitavas de final da Liga Nacional de Futsal. Como terminou na primeira colocação na fase de classificação, o JEC vai enfrentar o Cascavel, time de pior campanha. O jogo da volta está marcado para o dia 21, às 12h30, no Centreventos.

O jogo

A torcida corintiana compareceu em bom número ao Ginásio Wlamir Marques, mas não chegou a lotar o palco. Ainda assim, ajudou o Timão a pressionar o JEC/Krona nos primeiros minutos da partida. O duelo, quente, começou com uma confusão entre Henrique e Thiaguinho a 1min36s. Os dois receberam cartão amarelo após trocarem empurrões.

Depois disso, só deu Corinthians. A 3min17s, Nenê fez a jogada pelo meio e serviu Caio na ponta esquerda. O ala bateu forte, mas parou na boa defesa de Willian. Um minuto e meio depois, Douglas girou sobre a defesa e acertou a trave pelo lado de fora.

O JEC só assustou numa cobrança de lateral que quase pegou o goleiro Obina desprevenido a 5min09s.

A resposta corintiana aconteceu em três lances. Com tanta pressão, o Timão alcançou o gol. Antes, Murilo assustou a 7min43s. Em boa jogada individual, ele bateu cruzado à direita de Willian. Depois, a 8min39s, Wilde acertou travessão.

O gol veio a 13min31s. Numa jogada parecida com a executada a 3min17s, Caio recebeu na ala esquerda, driblou Bruninho e mandou para o fundo do gol: 1 a 0.

Precisando da vitória, o Joinville começou a se expor mais no segundo tempo e sofreu bastante com os contra-ataques. Num deles, Douglas bateu forte, mas acertou a rede pelo lado de fora. A 10min13s, Danilo exigiu grande defesa de Willian.

O JEC/Krona continuou sem criar. Quando ameaçou, foi em bolas paradas. A 11min51s, numa cobrança de escanteio, Bruninho finalizou, a bola sobrou para Raul, mas o pivô não conseguiu definir a jogada.

Depois de dois sustos - com Vander Carioca e Antoniazzi -, Vander Iacovino decidiu lançar o goleiro-linha com Leandro Caires ocupando a função. No entanto, a exemplo da semana passada, a estratégia não funcionou.

A 4 minutos do fim, o goleiro Obina aproveitou a ausência do goleiro para mandar da sua própria área para o gol, ampliando o placar: 2 a 0. Logo depois, com pouco mais de dois minutos para o fim, Nenê ampliou e fechou o placar. No fim, Leandro Caires ainda foi expulso ao evitar o quarto gol dos donos da casa.

Deixe seu comentário:

publicidade