nsc

publicidade

Liverpool

Liverpool vence Napoli e fica com vaga nas oitavas da Champions

11/12/2018 - 18h25

Compartilhe

Por AFP

O Liverpool, atual vice-campeão europeu, se classificou às oitavas de final da Liga dos Campeões ao vencer por 1 a 0 o Napoli, gol do egípcio Mohamed Salah, nesta terça-feira na última rodada do Grupo C da competição continental.

Embora as duas equipes precisassem da vitória para garantir a classificação, os ingleses foram muito superiores durante os 90 minutos e tiveram uma enormidade de chances de marcar, apesar do goleiro brasileiro Alisson salvar os Reds no último lance do jogo em chute à queima-roupa do polonês Arkadiusz Milik.

No fim, valeu o talento de Salah, que comandou o ataque do Liverpool e anotou o gol da vitória e da classificação inglesa aos 34 minutos do primeiro tempo.

Com o resultado, o Liverpool empatou em praticamente tudo com o Napoli (igualados em 9 pontos, no duelo particular e no saldo de gol), mas ficou com o segundo lugar no Grupo C e com a vaga nas oitavas de final graças ao quarto critério de desempate, o número de gols marcados (7 contra 5).

A primeira colocação ficou com o PSG, que, como esperado, goleou o Estrela Vermelha (4-1) na outra partida do grupo, disputada em Belgrado, e somou 11 pontos.

O sorteio dos jogos das oitavas de final vai ser realizado na próxima segunda-feira (17). Serão dois potes, um com os primeiros e outro com os segundos colocados de cada grupo.

- Salah mostra o caminho -

A partida em Anfield ganhou ares de uma verdadeira final, com as duas equipes sabendo que uma derrota praticamente acabaria com suas chances de classificação às oitavas de final, já que o PSG, que começou a rodada na segunda colocação no Grupo C, enfrentava ao mesmo tempo o modesto Estrela Vermelha em Belgrado, de onde dificilmente Neymar e companhia não sairiam com a vitória.

Nesse cenário, Liverpool e Napoli entraram em campo decididos a buscar os três pontos e, sem fugir de suas características, protagonizaram uma partida aberta e ofensiva.

Os Reds, porém, foram se mostrando mais capazes na hora de aproveitar os espaços deixados pelo rival e tiveram as melhores chances de marcar no primeiro tempo.

Aos 21 minutos, Mané até chegou a balançar as redes ao aproveitar cruzamento rasteiro de Salah, mas o gol foi bem anulado pela arbitragem, que viu a posição irregular do atacante senegalês.

Mesmo anulado, o gol deu moral aos Reds, que mantiveram a pressão, organizaram um cerco à área italiana e alcançaram o objetivo aos 34 minutos.

No lance, Salah, muito ativo no primeiro tempo, recebeu de Milner, se livrou de dois marcadores e chutou colocado, praticamente sem ângulo, para dar a vitória e a classificação provisória ao Liverpool.

Enquanto isso, o PSG seguia o roteiro esperado e vencia sem grandes dificuldades o Estrela Vermelha por 2 a 0, garantindo o primeiro lugar da chave.

- Reds perdem gols, Alisson salva -

Com a vitória parcial do PSG, não sobrou ao Napoli outra alternativa a não ser partir com tudo para cima do Liverpool em busca de um empate salvador.

Os italianos, porém, sofreram com a estratégia montada por Jurgen Klopp, que fechou o Liverpool de olho em usar o melhor atributo de sua equipe: a velocidade nos contra-ataques.

O novo panorama da partida foi devastador para o Napoli, que, aberto defensivamente, se tornou presa fácil para os rápidos e habilidosos atacantes ingleses.

O Napoli só escapou de sofrer uma goleada em Liverpool porque os donos da casa estavam em dia de pontaria desregulada e, nos últimos 20 minutos, perderam cinco ótimas chances de ampliar o placar.

Nesse intervalo, Salah apareceu cara a cara com o goleiro Ospina (74 min), Van Dijk errou um sem pulo na pequena área (32) e Mané desperdiçou três chances incríveis (76, 86 e 90+3), as duas últimas chutando para fora praticamente sem goleiro.

No tudo ou nada, o Napoli só conseguiu assustar o Liverpool nos acréscimos, em chute à queima-roupa de Milik que Alisson defendeu no reflexo, salvando os Reds.

Ao som do apito final, e com o PSG logicamente confirmando a vitória na Sérvia (4-1), a torcida do Liverpool pôde soltar um grito de alívio e emoção ao ver sua equipe, a atual vice-campeã europeia, seguindo viva no sonho de reconquistar o título da Champions.

* AFP

Deixe seu comentário:

publicidade