O Museu Histórico de Santa Catarina (MHSC) exibe em seus gradis até no domingo (29) exposição sobre a vida e a obra do poeta Cruz e Sousa, que hoje teria 154 anos. O Memorial que deveria guardar os restos mortais do simbolista e ser mais um espaço cultural no Centro de Florianópolis, no entanto, continua às moscas e numa pendenga judicial que se arrasta. Localizado no jardim do MHSC, ele foi erguido e inaugurado com pompa em maio de 2010 e, pasmem, nunca utilizado. No lugar deveria funcionar também uma cafeteria e espaço de leitura, mas ele foi interditado e nunca chegou a funcionar.

Continua depois da publicidade

Festival de Fotografia Floripa na Foto começa terça (24)

Os restos mortais do poeta estão em urna guardada numa sala especial dentro do Museu. Já o Memorial… Desde 2010, as diferentes gestões que passaram pela Fundação Catarinense de Cultura (FCC) prometeram restaurar o prédio. O problema é que há um processo na Justiça para que o Governo do Estado recupere os recursos que foram investidos na obra. Segundo a assessoria de comunicação da secretaria estadual de Turismo, Cultura e Esporte é necessário fazer uma perícia judicial e, neste caso, a empresa que executou o trabalho precisa ser citada.

Leia as principais notícias do dia em Santa Catarina

Continua depois da publicidade

– O Poder Judiciário já está realizando os procedimentos necessários e não há como interferir nos prazos para esses trâmites. Como a perícia é fundamental para o processo, para provar que a obra não foi bem executada no passado, atualmente não é possível fazer qualquer mudança no Memorial – informou.

Segundo relatório disponível no Sistema Integrado de Controle de Obras Públicas (Sicop) de Santa Catarina, o período contratual foi entre 19 de outubro de 2009 e 17 de abril de 2010. O valor inicial era de R$ 205.228,05, com um um aditamento de R$ 49.389,86.

Contação de histórias para relembrar os 154 anos do poeta

No dia do nascimento de Cruz e Sousa, a Fundação Catarinense de Cultura promove uma tarde de contação de histórias. Tempo de Histórias: Entre contos, cantos e poesias com o menino João da Cruz será contada por Claudete T. da Mata, presidente de Honra da Academia Brasileira de Contadores de Histórias, Andrea Rihl e Seo Francolino, Aparecida Facioli , Idê Bitencourt, Albertina Saudade Fonseca e o ator JB Costa. O evento é gratuito e começa às 14h30, aberta para o público em geral.

Continua depois da publicidade

Destaques do NSC Total