nsc
    nsc

    Vai que dá! 

    Mesmo com dificuldades financeiras, escolas de samba se preparam para o Carnaval de Florianópolis

    Escolas de samba do Grupo Especial esperam aporte financeiro de patrocinadores para dar um gás nos preparativos

    21/01/2017 - 06h03

    Compartilhe

    Por Redação NSC
    (Foto: )

    Seja no Continente, nos morros do Centro, no Largo da Alfândega, no Saco dos Limões ou em Palhoça. Tem batuque rolando pela Grande Floripa e isso indica que tem muita gente pronta para colocar o samba na Passarela Nego Quirido. Os ensaios nas escolas do Grupo Especial já rolam com força total. A confecção de fantasias e carros alegóricos, no entanto, ainda é tímida. O momento exige cautela. O pessoal prefere esperar pela garantia da grana de patrocinadores oficiais. A nova expectativa é que até o dia 26 de janeiro seja anunciado um novo apoiador.

    De acordo com o presidente da Liga das Escolas de Samba de Florianópolis (Liesf) Joel da Costa, há dois patrocinadores da iniciativa privada confirmados para o desfile do Carnaval 2017, o que totaliza, até agora, o aporte de R$ 1 milhão para a realização do evento.

    Uma terceira empresa, uma cervejaria, deve ser anunciada no dia 26, e trará mais tranquilidade — mesmo que com um valor menor que o do ano passado — para que mesmo assim o desfile ocorra com brilho. Em dezembro do ano passado, o então prefeito Cesar Souza Junior (PSD) cortou o repasse dos recursos ao Carnaval, por conta da crise financeira da prefeitura. Escolas e Liga agora correm contra o tempo para buscar patrocinadores pela iniciativa privada. A Liesf confirmou no início de janeiro que, ao menos, o desfile do grupo especial está garantido.

    — Além destas três empresas, também estamos na corrida para a conquista de mais patrocínios através da Lei Rouanet — complementou Joel. Por esta lei, a Liga pode arrecadar até R$ 4 milhões. Só falta as empresas participarem.

    O apoio com infraestrutura deverá vir por parte do Governo do Estado. A Secretaria de Turismo Cultura e Esporte (Sol) confirmou nesta sexta que publicará na próxima terça-feira o programa de transferência de recursos para a realização do Carnaval do Estado. Prefeituras poderão se cadastrar para receber os recursos para locação de sonorização, trio elétrico, iluminação, banheiros químicos, arquibancada e serviços de segurança. O programa, para todo o Estado, distribuirá R$ 4 milhões. O cadastro poderá ser feito até 2 de fevereiro.

    (Foto: )

    Já a manutenção, como limpeza, reformas na arquibancada, pintura da Passarela Nego Quirido, explicou Joel, é de responsabilidade da Prefeitura de Florianópolis.

    — Eles já estiveram no local para fazer a análise do que precisa ser feito — disse o presidente da Liga.

    A venda dos ingressos será realizada pelo site Blueticket e pessoalmente nas Lojas Koerich. Todos os valores serão confirmados na semana que vem.

    Faz como dá

    Enquanto o dinheiro não chega, as escolas de samba mostram que estão prontas para o Carnaval. Os ensaios já começaram e estão ocorrendo até três vezes por semana. O que está atrasada é a confecção das fantasias e carros.

    _ Nós estamos trabalhando com os pezinhos no chão. Mas está difícil, estamos só engatinhando. Temos pessoas trabalhando, que são pais de famílias, e precisamos pagar este pessoal. Mas a situação financeira não está fácil — comentou o presidente da Copa Lord, Josué Costa.

    Na Consulado, aos poucos, as fantasias começam a ganhar forma, mas os carros só a partir da semana que vem, quando uma equipe chegará de Parintins para os trabalhos. Como o dinheiro está demorando pra entrar, explica a diretora cultural da escola, Giselle Quadros as coisas estão caminhando aos poucos.

    A Protegidos da Princesa também espera a garantia do aporte financeiro para começar os trabalhos. Nação Guarani, Dascuia e Coloninha trabalham conforme a economia banca. Segundo a Liga, depois do dia 26, a expectativa é que os trabalhos sigam de vento em popa.

    — Com certeza que para o ano que vem vamos trabalhar mais com a iniciativa privada, para não correr o risco de não termos recursos do poder público — disse o presidente da Coloninha, Sérgio Cunha.

    Ensaios na Praça XV de Novembro

    Os ensaios na praça XV de Novembro, como ocorrem em todos os anos, estão garantidos, a partir das 20 horas. No local, estarão as baterias, corte e passistas. Não dá para perder o esquenta:

    24 de janeiro: Consulado

    27 de janeiro: Nação Guarani

    31 de janeiro: Dascuia

    3 de fevereiro: Embaixada Copa Lord

    7 de fevereiro: Os Protegidos da Princesa

    9 de fevereiro: Unidos da Coloninha

    Leia as últimas notícias sobre a Grande Florianópolis

    Deixe seu comentário:

    Últimas notícias

    Loading... Todas de Cotidiano

    Colunistas