Vai começar mais uma temporada da NBA, a liga americana de basquete, principal torneio da modalidade do mundo. E Santa Catarina estará, mais uma vez, representada pelo pivô Tiago Splitter. Aos 31 anos, o catarinense disputará pela sexta vez o torneio, agora pelo Atlanta Hawks. Splitter já foi campeão da NBA na temporada 2013/2014, quando defendia o San Antonio Spurs, do Texas.

Continua depois da publicidade

Splitter terá uma temporada desafiadora pela frente. O atleta passou por uma cirurgia no quadril em fevereiro, que o tirou da Olimpíada no Rio de Janeiro e, recentemente, sofreu um estiramento na coxa enquanto treinava pelo Atlanta Hawks. Seu time só enfrenta o Washington Wizards na quinta-feira, mas o grandalhão segue fora por cerca de duas semanas.

– Eu estou vindo de uma lesão, mas estou quase no final da recuperação. Já estou treinando, fazendo bastante coisa e falta muito pouco para eu voltar para a quadra. Estou trabalhando forte na fisioterapia, musculação e preparação física para voltar a jogar da melhor forma possível. Ficar de fora da Olimpíada foi muito sofrido, mas era preciso, para a minha saúde, para eu continuar jogando era a única solução – disse o catarinense.

O blumenauense foi o primeiro brasileiro a conquistar um título da competição. Além de Splitter, apenas Leandro Barbosa, o Leandrinho, alcançou o feito em 2014/2015, pelos Warriors.

Continua depois da publicidade

O Atlanta Hawks participa da Conferência Leste da NBA. Durante a temporada regular, os 30 times das duas conferências (Leste e Oeste) se enfrentam mais de uma vez. Mas somente os oito melhores de cada grupo avançam para a próxima fase. Cada conferência faz um playoff até que se conheça o campeão de cada lado. Depois, o vencedor do Leste enfrenta o primeiro do Oeste em um confronto melhor de sete jogos para definir com quem fica o título.

– Nosso objetivo, com certeza, é classificar em primeiro na temporada regular no Leste. O Cleveland (Cavaliers, atual campeão) é o time que ganhou da gente nos últimos dois anos, e é o time que a gente tem que ganhar para chegar à final da NBA – projeta o pivô.

Jornalistas especializados em cobertura de NBA conversaram com o DC sobre a expectativa dos brasileiros na temporada e também sobre o que esperam da atuação do catarinense Tiago Splitter.

Continua depois da publicidade

Fabio Balassiano – autor do blog Bala na Cesta, do Uol

Nenhum dos brasileiros deve ser titular, mas eu tenho uma boa esperança no Cristiano Felício, no Chicago Bulls. Ele foi bem no ano passado. O Tiago se recupera de lesão, está em último ano de contrato, vai ser reserva do principal reforço do Atlanta. Vai ter que pegar ritmo aos poucos e vai ter que mostrar serviço muito rápido. A principal coisa é ele se manter positivo e forte. A temporada é longa, ele não pode precipitar as coisas, porque as oportunidades vão aparecer. O Tiago é um ótimo jogador, já foi campeão da NBA e tem que manter a cabeça fria.

Renan Fernandes – repórter do Estadão

O Brasil não deve ter o protagonismo que já teve em outras épocas. Para Leandrinho e Huertas é improvável pensar em playoffs. Por estar no grande favorito, Anderson Varejão é a grande esperança do Brasil ter um campeão nesta temporada. Para mim, os destaques brasileiros ficam para Cristiano Felício e Nenê. A grande incógnita fica por conta de Tiago Splitter. Mesmo tendo moral com o técnico Mike Budenholzer, com quem trabalhou no Spurs, o brasileiro terá um concorrente de peso quando retornar às quadras, que é o Dwight Howard.

Thales Soares – repórter do Globoesporte.com

Acho que os brasileiros vão sofrer para conseguir espaço nesta temporada, com exceção do Nenê, que já mostrou na pré-temporada estar em boa forma com condições de contribuir. Lucas Bebê pode ser uma boa surpresa se for efetivado como reserva imediato do Valanciunas. O restante vai precisar brigar por minutos ao longo da temporada. O técnico dos Hawks conta com Splitter para manter o alto nível do time, mas vai depender muito se conseguirá se manter saudável. Ele pode contribuir muito com a experiência de quem foi campeão jogando e sendo importante. É torcer pra ele não se machucar.

Continua depois da publicidade

Os brasileiros na NBA

Anderson Varejão

Time: Golden State Warriors

Posição: pivô

Idade: 34 anos

Altura: 2,08 m

Bruno Caboclo

Time: Toronto Raptors

Posição: ala-pivô

Idade: 21 anos

Altura: 2,06m

Cristiano Felicio

Time: Chicago Bulls

Posição: pivô

Idade: 24 anos

Altura: 2,06m

Leandro Barbosa

Time: Phoenix Suns

Posição: armador

Idade: 33 anos

Altura: 1,94m

Lucas Bebê

Time: Toronto Raptors

Posição: pivô

Idade: 24 anos

Altura: 2,13m

Marcelo Huertas

Time: Los Angeles Lakers

Posição: armador

Idade: 33 anos

Altura: 1,91m

Nenê

Time: Houston Rockets

Posição: pivô

Idade: 34 anos

Altura: 2,11 m

Raulzinho

Time: Utah Jazz

Posição: armador

Idade: 24 anos

Altura: 1,85m

Tiago Splitter

Time: Atlanta Hawks

Posição: pivô

Idade: 31 anos

Altura: 2,11 m

Os primeiros jogos da temporada

25 de outubro, terça-feira

New York KNICKS @ Cleveland CAVALIERS

Utah JAZZ @ Portland TRAIL BLAZERS

San Antonio SPURS @ Golden State WARRIORS

26 de outubro, quarta-feira

Dallas MAVERICKS @ Indiana PACERS

Miami HEAT @ Orlando MAGIC

Brooklyn NETS @ Boston CELTICS

Detroit PISTONS @ Toronto RAPTORS

Oklahoma City THUNDER @ Philadelfia 76ERS

Charlotte HORNETS @ Milwaukee BUCKS

Denver NUGGETS @ New Orleans PELICANS

Minnesota TIMBERWOLVES @ Memphis GRIZZLIES

Sacramento KINGS @ Phoenix SUNS

Houston ROCKETS @ Los Angeles LAKERS

27 de outubro, quinta-feira

Washington WIZARDS @ Atlanta HAWKS

Boston CELTICS @ Chicago BULLS

Los Angeles CLIPPERS @ Portland TRAIL BLAZERS

San Antonio SPURS @ Sacramento KINGS

28 de outubro, sexta-feira

Cleveland CAVALIERS @ Toronto RAPTORS

Indiana PACERS @ Brooklyn NETS

Orlando MAGIC @ Detroit PISTONS

Phoenix SUNS @ Oklahoma City THUNDER

Charlotte HORNETS @ Miami HEAT

Houston ROCKETS @ Dallas MAVERICKS

Los Angeles LAKERS @ Utah JAZZ

Golden State WARRIORS @ New Orleans

Destaques do NSC Total