O mistério deixou de ser uma estratégia do Joinville há duas semanas. Desde a chegada do técnico Pingo, a escalação da equipe passou a ser adiantada bem antes do jogo, sem temores de que o adversário possa ter benefícios com o uso destas informações.

Continua depois da publicidade

Na entrevista coletiva desta sexta-feira, antes da última atividade do JEC em Joinville, Pingo confirmou que irá manter a mesma escalação que utilizou na partida da semana passada, contra o Bragantino. Segundo ele, é preciso dar confiança ao grupo.

– Vou repetir a mesma formação porque preciso passar tranquilidade aos jogadores – justificou o comandante tricolor.

Leia as últimas notícias sobre o Joinville Esporte Clube no AN.com.br

Continua depois da publicidade

Leia mais sobre o JEC no blog Toque de Letra

Deste modo, o Joinville jogará na segunda-feira com: Matheus; Buiú, Danrlei, Max e Alex Ruan; Renan Teixeira, Tinga, Kadu e Fernandinho; Ricardo Lobo e Rafael Grampola.

As mudanças propostas para a partida contra o Mogi Mirim estão no comportamento defensivo. Pingo quer o time mais agrupado na marcação, sem dar tantos espaços ao rival, como fez diante do Bragantino.

– Tive a oportunidade de assistir aos lances (contra o Bragantino) e foi visível que a gente não conseguiu encaixar a marcação. Fizemos os treinamentos nesta semana para corrigirmos a nossa força de marcação. Vai ser bem diferente, não podemos correr os riscos que corremos. Precisamos ter equilíbrio em todos os setores – argumentou.

Continua depois da publicidade

Apesar da preocupação, o comandante voltou a afirmar que o time jogará de forma ofensiva para buscar os três pontos, mesmo jogando fora de casa.

– Nosso comportamento será bem ofensivo. Vamos respeitar o adversário, mas buscaremos os três pontos – concluiu o treinador.

Destaques do NSC Total