Kelvin Kiptun, recordista mundial de maratona, morreu no último domingo (11) em um acidente de carro em Kaptagat, no Quênia. Além do atleta, o técnico Garvais Hakizman também estava no veículo e foi mais uma vítima.

Continua depois da publicidade

Leia mais notícias do Esporte no NSC Total

Clique aqui para entrar na comunidade do NSC Total Esporte no WhatsApp

Seleção brasileira masculina de futebol perde para a Argentina e está fora dos Jogos Olímpicos 2024

Segundo informações do Metrópoles, o maratonista destacou-se no dia 8 de outubro de 2023 após bater o recorde mundial dos 42 quilômetros na Maratona de Chicago, nos Estados Unidos, com o tempo de duas horas e 35 segundos.

Continua depois da publicidade

Veja os estádios do Campeonato Catarinense recriados pelo ChatGPT

Com isso, ele conseguiu ser 34 segundos mais rápido que o compatriota Eliud Kipchoge, bicampeão olímpico, que detinha o recorde anterior, feito na Maratona de Berlim, na Alemanha.

Ele era um dos cotados para ser o primeiro a finalizar a maratona oficial com tempo abaixo de duas horas. A expectativa é que o fato acontecesse nos Jogos Olímpicos de Paris 2024, sendo que ele estava confirmado como um dos representantes do Quênia.

Assista também

Destaques do NSC Total