Robinho foi preso pela Polícia Federal nesta quinta-feira (21) e vai passar nove anos em regime fechado por ter participado de um estupro coletivo, cometido na Itália. O ex-jogador foi condenado em todas as instâncias pela Justiça italiana, e a Corte Especial do Superior Tribunal de Justiça (STJ) decidiu nessa quarta-feira (20) que ele vai cumprir a pena no Brasil.

Continua depois da publicidade

Leia mais notícias do Esporte no NSC Total

O brasileiro foi preso na noite desta quinta-feira, perto das 19h, segundo o g1. O pedido veio da Justiça Federal de Santos, assim que os documentos da sentença foram homologados.

Clique aqui para entrar na comunidade do NSC Total Esporte no WhatsApp

Ele deve ser encaminhado à sede da Polícia Federal, onde passará por exame de corpo de delito. Depois, deve participar de uma audiência de custódia, para, posteriormente, ser levado para uma penitenciária.

Continua depois da publicidade

Robinho foi condenado, em janeiro de 2022, em três instâncias da Justiça italiana pelo estupro em grupo de uma mulher albanesa numa boate na Itália.

STJ forma maioria e Robinho vai cumprir pena por estupro no Brasil

Em fevereiro de 2023, o governo do país europeu pediu uma homologação de sentença, ou seja, que Robinho cumprisse sua pena no Brasil. A solicitação foi feita porque o jogador atualmente vive em solo brasileiro, em Santos (SP), e porque a legislação brasileira não permite a extradição de um cidadão nato.

Leila Pereira se manifesta

Presidente do Palmeiras e chefe de delegação da seleção brasileira, Leila Pereira, se manifestou sobre os casos de Robinho e de Daniel Alves. Em Londres, onde está com a Seleção, ela foi questionada sobre os casos, conforme informações do ge.

Daniel Alves: Justiça concede liberdade provisória mediante fiança milionária

— Ninguém fala nada, mas eu, como mulher aqui na chefia da delegação, tenho que me posicionar sobre os casos do Robinho e Daniel Alves. Isso é um tapa na cara de todas nós mulheres, especialmente o caso do Daniel Alves, que pagou pela liberdade. Acho importante eu me posicionar. Cada caso de impunidade é a semente do crime seguinte — disse, ao UOL.

Continua depois da publicidade

A CBF, até agora, não comentou os casos.

Justiça concede liberdade provisória a Daniel Alves

A Justiça Espanhola aceitou o pedido de liberdade provisória de Daniel Alves, também condenado por estupro na Europa, no caso dele, na Espanha. Após a audiência desta terça-feira (19), a secção 21 do Tribunal de Barcelona decidiu, por maior e com voto privado, concordar com o pedido da defesa do jogador e conceder a liberdade provisória ao ex-jogador.

Para isso, Daniel Alves deveria pagar uma fiança de um milhão de euros (cerca de R$ 5,45 milhões) e entregar seus dois passaportes (brasileiro e espanhol). No entanto, segundo o Tribunal Superior de Justiça da Catalunha, ele não fez este pagamento.

Assim, Alves, que teve a liberdade provisória decretada na quarta-feira (20), seguirá preso até pelo menos a manhã de sexta-feira (22). As informações são do g1.

O crime cometido por Alves foi no dia 30 de dezembro de 2022. De acordo com a imprensa espanhola, a vítima relatou à Justiça que ela e o brasileiro dançaram juntos na balada, até o momento que ele “levou várias vezes a mão dela até seu pênis, que ela retirou assustada”.

Continua depois da publicidade

Na sequência, o ex-jogador a convidou para segui-lo até uma porta, que dava para um banheiro. Em seguida, teria acontecido o crime.

A mulher foi vista por um segurança da balada chorando e logo relatou ao homem o que havia acontecido. Assim, ele imediatamente ligou para a polícia, que foi até a vítima e interditou o local para a coleta de provas.

Relembre momentos da carreira de Robinho

*Lia Capella é estagiária sob supervisão de Diogo Maçaneiro

Publicidade

Além de muita informação relevante, o NSC Total e os outros veículos líderes de audiência da NSC são uma excelente ferramenta de comunicação para as marcas que querem crescer e conquistar mais clientes. Acompanhe as novidades e saiba como alavancar as suas vendas em Negócios SC.

Continua depois da publicidade

Destaques do NSC Total