nsc
an

Inclusão

'Todo mundo erra. A gente erra quando treina e é divertido', diz Dudu, menino cego que aprende a andar de bicicleta em Joinville

Eduardo conta com a ajuda da mãe e de um voluntário para pedalar

16/05/2017 - 08h16 - Atualizada em: 21/06/2019 - 21h52

Compartilhe

Por Redação NSC

Menino cego anda de bicicleta sozinho em Joinville

Leia as últimas notícias

A mãe, Márcia Espíndola Fermiano, conta que a brincadeira começou faz dois anos na Associação Joinvilense para Integração dos Deficientes Visuais (Ajidevi). Na época, eles usavam uma bicicleta dupla para se divertir. Mas aí o voluntário Francisco Moraes deu a ideia, o incentivo e o material necessário para que Dudu pudesse ter mais independência e aprender a andar de bike sozinho.

— Começamos em janeiro. Primeiro sem os pedais. Agora ele já usa os pedais. Nós guiamos para onde ele deve ir com a voz — explica a mãe.

Ela conta que o filho fica muito feliz e diz ser um atleta sempre que anda de bicicleta. Como não tem a própria ¿zica¿ e precisa de lugares com muito espaço e pouco movimento para não correr riscos, Dudu depende da ajuda de voluntários como Xico para se divertir.

— Eu não me importo quando erra. Todo mundo erra. A gente erra quando treina e treinar é divertido – diz Dudu.

A mãe conta que ele já pediu uma bicicleta de presente, mas conta que no momento ela não tem condições de comprar.

A vida de Márcia é 100% dedicada ao filho. Ela já tentou trabalhar, mas o menino ainda depende muito dela para boa parte das tarefas. Mas ela ressalta que o trabalho da Ajedevi é fundamental para que ele consiga aprender a ser mais independente.

— Eles fazem um trabalho sensacional. É muito bom mesmo. Com a falta de professor auxiliar na escola, ele acaba aprendendo mais na Ajidevi — conta.

Colunistas