nsc
    dc

    Campeã pela sétima vez

    Umberto, comandante da volta por cima da Chape, dá todos méritos ao grupo

    "Os jogadores são os protagonistas. Este grupo me abraçou muito bem", agradece técnico da Chape

    13/09/2020 - 19h18 - Atualizada em: 13/09/2020 - 19h25

    Compartilhe

    Por Márcio Serafini
    Anselmo Ramon marca o gol do título em Brusque
    Anselmo Ramon marca o gol do título em Brusque
    (Foto: )

    O empate sem gols com o Figueirense, dia 1º de março, em Florianópolis, marcou a estreia de Umberto Louzer em uma Chapecoense desacreditada, ameaçada de rebaixamento, com três empates e três derrotas em seis jogos. Objetivo imediato: escapar do rebaixamento. Afinal, dois terços da primeira fase de passaram sem uma vitória sequer.

    >Chapecoense volta a vencer o Brusque e é campeã pela sétima vez

    Três jogos - duas vitórias e aquele empate - depois, a Chape encerrava a primeira fase com a oitava posição, nao só livre do descenso mas classificada para a fase decisiva do Campeonato Catarinense. Eliminou Avaí, despachou o Criciúma e não deu chances ao Brusque na decisão. Neste domingo, 13 de setembro, a vitória por 1 a 0 sobre o Brusque colocou com um título catarinense no currículo do técnico de 40 anos.

    Que milagre foi esse, Umberto? 

    - Mérito exclusivo dos atletas que acreditaram na nossa ideia, no nosso trabalho. Os jogadores são os protagonistas. Este grupo me abraçou muito bem. Hoje é a coroação de todos os momemtos difpcieis que eles passaram, no começo muita porrada, e a volta por cima que eles deram - afirmou Umberto, ainda no Augusto Bauer, na festa do título.

    Ouça a coletiva de Umberto após o jogo, via assessoria de imprensa

    A festa dos campeões catarinenses no vestiário do Augusto Bauer:

    A modéstia e o senso coletivo predominam também a análise de Umberto sobre, por exemplo, a solidez defensiva da Chape.

    - Nossa parte defensiva começa com os atacantes, hoje no caso com Anselmo Ramon e Dener. Assim como o nosso ataque começa com o João Ricardo. 

    Agora, sem tempo para celebrar, a Chape retoma sua campanha na Série B do Campeonato Brasileiro, na qual está em quarto lugar em pontos, mas é primeiro em aproveitamento - tem dois jogos a menos do que a maioria dos participantes.

    - A única certeza que a gente tem é que a dificuldade vai ser maior no próximo jogo. Hoje é comemorar, fazer tudo o que for feito, a partir de amanhã pensar no próximo adversário. Temos uma viagem difícil para Recife, enfrentar o Náutico. Muitos atletas vêm num cansaço físico e mental muito grande - pontua Umberto Louzer.

    Deixe seu comentário:

    Últimas notícias

    Loading... Todas de Esportes

    Colunistas