Se você é do mundo da corrida certamente já ouviu falar, ou até mesmo já sentiu a dor de uma canelite. É um dos males mais sofridos pelos corredores iniciantes e se você não conhece ou não sabe como surge essa dor, vou te explicar nesse texto!

Continua depois da publicidade

Leia mais notícias do Esporte no NSC Total

Clique aqui para entrar na comunidade do NSC Total Esporte no WhatsApp

Campeonato Catarinense: Confira os destaques dos jogos de quarta-feira

Até porque, ninguém quer sentir dor enquanto pratica o esporte que ama né. 

Continua depois da publicidade

Mas o que é e porque dela ser comum, o médico ortopedista Luciano Kroth explica tudo para a gente!

-É um termo genérico para dor na canela, mas o que ocorre é uma lesão na parte da perna chamada tíbia em que a lesão pode ser no periósteo (membrana que envolve o osso), e se estendendo até o osso, podendo causar fraturas de stress. A canelite é muito comum em atletas com sobrecarga de uso (overuse), calçados inadequados, alterações musculares e um componente importante, a alteração de pisada na corrida, principalmente em corredores com pés planos (chatos) – afirma Kroth.

Uma das grandes dificuldades do atleta no início da prática esportiva é entender os sinais do corpo, os tipos de dores e saber quando é algo normal de sentir e quando existe um alerta.

-As lesões mais comuns nas corridas são as lesões musculares, acompanhadas de lesões tendinosas e canelites. Geralmente nos quadros iniciais a dor se apresenta na face medial da perna após as corridas, mas com a evolução da lesão, a dor passa a se apresentar durante a corrida ou até mesmo para caminhar – completa o profissional.

Quando as dores aparecerem, o mais indicado é procurar um médico ortopedista e um fisioterapeuta, para que sejam feitos exames e descobrir se existe alguma lesão.

Continua depois da publicidade

-O tratamento é a parada imediata da corrida, evitando este impacto, mas sempre procuro substituir por outra atividade física sem impacto na perna, com objetivo de manter a condição física do paciente enquanto se recupera da lesão. Ainda podendo ter o uso de anti-inflamatórios, se necessário, uma avaliação da pisada para corrigi-la – finaliza.

Deu para ver que sentir dor não é algo comum e nem deve ser tratado como. É sempre importante estar atento às sensações do corpo, cuidar com o exercício em excesso, ter acompanhamento de profissionais da área da educação física. Usar um bom tênis de corrida, não sendo sempre o mesmo e nem sendo tênis com placa o tempo todo. Além de não ter pressa para evoluir e curtir o processo, porque o mais importante é a longevidade no esporte e sentir o prazer que a corrida proporciona.

Saiba qual é o único catarinense entre os 30 clubes mais valiosos do Brasil

Al-Nassr quer craque da seleção brasileira e tem apoio de Cristiano Ronaldo

Mais: Conheça o biatlo, modalidade dos Jogos de Inverno que mistura tiro e esqui

Publicidade

Além de muita informação relevante, o NSC Total e os outros veículos líderes de audiência da NSC são uma excelente ferramenta de comunicação para as marcas que querem crescer e conquistar mais clientes. Acompanhe as novidades e saiba como alavancar as suas vendas em Negócios SC

Continua depois da publicidade

Destaques do NSC Total