nsc
dc

Noite marcante

Xodó no Flamengo, Vinicius Jr. celebra gol histórico

Jovem jogador balançou a rede pela primeira vez do time principal no confronto contra o Palestino, na quarta-feira

10/08/2017 - 14h27

Compartilhe

Por Redação NSC
(Foto: )

A noite da última quarta-feira certamente vai ficar marcada para sempre na memória de Vinicius Jr. Além de ter feito seu primeiro gol pelos profissionais, entrou para história, sendo o primeiro atleta nascido nos anos 2000 a marcar em uma competição sul-americana. O camisa 20 falou sobre a comemoração.

— Meu pai sempre falava nos jogos: "Vai sair hoje, vai sair hoje". Não deu outra. Levou todo mundo da família para o jogo e depois jantamos para comemorar. Todo mundo saiu feliz.

No elenco, Vinicius é tratado como um xodó por todos e falou sobre os bastidores. O garoto citou os amigos da base e também a tranquilidade que Diego passa para ele no dia a dia.

Mina fará cirurgia e Dudu fica fora por até um mês no Palmeiras

Coutinho não treina com o Liverpool, e rumores sobre saída aumentam

Presidente do Atlético-MG cobra vaga no G-6 e Micale evita falar em "terra arrasada"

— Ser o xodó é tranquilo. O grupo brinca bastante eles me ajudam muito, Vizeu, Paquetá e Thiago sempre estão juntos. Diego sempre me passa tranquilidade. Desde que cheguei me passaram confiança e quando chegar no mano a mano ir pra cima. Todo mundo ajuda. Vizeu me dá muita força quando estou um pouco desanimado.

Com a possibilidade da chegada de Reinaldo Rueda e também com o futuro no Real Madrid, Vinicius ainda não está muito entrosado com o espanhol e arriscou duas frases apenas:

— Não sei muito bem não. Só "buenos días" e "buenas tardes" (risos). Conversei com Berrío, e ele falou que é um cara que preza o grupo. Faz bastante reduzido com a bola e dá moral para quem veio da base.

Por fim, o garoto voltou a falar sobre o primeiro gol e agradeceu a torcida do Flamengo, que sempre mandou força através das redes sociais:

— Nada melhor que fazer na Ilha com a torcida do Flamengo, que sempre vem me ajudando e me pedindo para mandar mensagens nas redes sociais.

*LANCEPRESS

Colunistas