nsc

publicidade

Ânderson

Preocupação

O perfil do feminicídio em Santa Catarina

Compartilhe

Por Ânderson Silva
14/05/2019 - 05h15 - Atualizada em: 14/05/2019 - 12h03
Foto: NSC Total
Foto: NSC Total

O Colegiado Superior de Segurança se reuniu nesta segunda-feira (13) para falar sobre as estatísticas de 2019 e debateu o aumento de feminicídio. Na reunião foram apresentados números que detalham o perfil desse tipo de crime no Estado neste ano. Dentre as estatísticas, por exemplo, é comprovado que 69% das vítimas foram mortas pelo ex ou atual companheiro. Segundo o secretário de Segurança, coronel Araújo Gomes, com base nos números, será feito um protocolo que dará prioridade às mulheres que se encaixam nas estatísticas acima.

As causas

Nos casos de feminicídio, duas situações preocupam a delegada Patrícia Zimmermann D’Ávila, coordenadora das delegacias da Mulher em Santa Catarina: a primeira é a resistência das vítimas em aceitar a ajuda da polícia e a segunda é a raiva demonstrada pelos homens nos crimes. “Precisamos ver o que está faltando, onde podemos melhorar nosso atendimento, ter a confiança dessas mulheres”, destacou a delegada.

(Foto: )

Deixe seu comentário:

Ânderson Silva

Ânderson Silva

Ânderson Silva

Colunista da NSC Comunicação, publica diariamente informações relevantes sobre as decisões que impactam o catarinense, sem esquecer dos bastidores dos poderes. A rotina de Florianópolis em texto e imagens também está no radar da coluna.

anderson.silva@somosnsc.com.br

publicidade

publicidade

Mais colunistas

publicidade

publicidade