nsc
    nsc

    INQUÉRITO DAS FAKE NEWS

    Os recados do STF a Bolsonaro e apoiadores

    Compartilhe

    Carolina
    Por Carolina Bahia
    17/06/2020 - 19h47 - Atualizada em: 17/06/2020 - 19h51
    Alexandre de Moraes citou uma série de ameaças agressivas recebidas por ministros do STF (Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil)
    Alexandre de Moraes citou uma série de ameaças agressivas recebidas por ministros do STF (Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil)

    Não foi surpresa a formação de maioria do Supremo Tribunal Federal (STF) pela legalidade do inquérito das fake news, apesar da origem polêmica. Nos últimos dias, com os ataques ao prédio do STF, só aumentou a disposição da Suprema Corte para que as investigações avancem.

    Na guerra fria com o presidente Jair Bolsonaro e seu grupo de apoiadores, os ministros aproveitaram o julgamento para mandar recados. O mais impactante foi o do ministro Alexandre de Moraes, relator do processo das notícias falsas. Ele fez questão de ler algumas das agressivas ameaças que foram publicadas contra os ministros nas redes sociais, deixando clara a diferença entre crime e liberdade de expressão. Na sequência, Luiz Fux comparou os atos sob investigação ao terrorismo:

    – São o germe inicial da instalação no Brasil de atos de terrorismo.

    O argumento de parlamentares bolsonaristas e do próprio presidente foi desintegrado nos votos desta quarta-feira (17). Nesses casos, a liberdade de expressão está sendo usada como um falso escudo.

    Mensageiro do Centrão e da paz

    Fábio Faria (PSD-RN) assumiu o Ministério das Comunicações com um discurso de paz, sob medida para o momento tenso que vive Brasília. Nome do Centrão no primeiro escalão do governo Bolsonaro, ele falou da necessidade de uma postura de compreensão e abertura de diálogo:

    – É hora de um armistício patriótico e de deixarmos a arena eleitoral para 2022.

    O novo ministro de Bolsonaro chegou a dizer que é hora de pacificar o país. Foi aplaudido por uma plateia de empresários, deputados, senadores e celebridades do futebol.

    Os presidentes da Câmara, Rodrigo Maia, e do Supremo Tribunal Federal, Dias Toffoli, estavam lá para prestigiar o jovem deputado, que assume a nova pasta com a missão de ser articulador político.

    Deixe seu comentário:

    Últimas do colunista

    Loading...

    Mais colunistas

      Mais colunistas