nsc
    nsc

    Análise política

    Sérgio Moro passa por média

    Compartilhe

    Carolina
    Por Carolina Bahia
    19/06/2019 - 19h08 - Atualizada em: 19/06/2019 - 19h11
    Moro prestou esclarecimentos nesta quarta (19) na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado (Foto: Pedro França / Agência Senado/Divulgação)

    Apesar dos desgastes com o caso do vazamento das conversas com os procuradores da Lava-Jato, o ministro da Justiça, Sérgio Moro, passou no primeiro teste político no Congresso. O ambiente amigável do Senado ajudou, mas ele se preparou para demonstrar segurança. Não perdeu o rumo, por exemplo, diante das perguntas da oposição.

    Moro não negou a existência das conversas, mas também não confirmou os detalhes, o que revela que existe fragilidade na própria defesa. Ainda há o que explicar nas relações com os procuradores. Ao mesmo tempo, desafiou o site The Intercept Brasil a mostrar as provas ou revelar tudo o que tem. Pagou para ver.

    O ex-juiz mostra que aprendeu rápido o jogo da política. Sabe que conta com o apoio de boa parte da opinião pública e trabalha para fortalecer os laços com o parlamento. Na próxima semana, na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara, a missão poderá ser mais difícil. Como disse um senador ao final da audiência, Moro teve que aprender a virar vidraça da pior maneira possível.

    Leia também: "Não tenho apego ao cargo. Se houver irregularidade, saio", diz Moro no Senado

    Deixe seu comentário:

    Últimas do colunista

    Loading...

    Mais colunistas

      Mais colunistas