nsc
    nsc

    Infraestrutura

    Moradores e turistas completam três dias sem água em Penha

    Compartilhe

    Dagmara
    Por Dagmara Spautz
    02/01/2019 - 08h07 - Atualizada em: 03/01/2019 - 10h54
    Falta de água em Penha
    Falta de água em Penha (Foto: Luiz Carlos Souza)

    Moradores e turistas começaram o ano sem água no Poá e na Praia do Cascalho, em Penha. Na segunda-feira, completaram três dias de torneiras secas. A comunidade reclama que Águas de Penha, concessionária do serviço na cidade, não cumpriu promessas como a construção de um reservatório emergencial na Praia Grande, e caminhões-pipa estacionados no bairro para qualquer eventualidade.

    Pior: o atendimento para solicitar caminhão-pipa é ruim. Quem pede pelo Whatsapp passa horas sem resposta. Há até relatos de que quem telefona é recebido com gracejos. Como se falta de água fosse brincadeira.

    Contraponto

    A Águas de Penha informou que o consumo de água, no mês de dezembro, foi 54% maior do que o ano anterior. A empresa diz, em nota, que executou melhorias ao longo do ano, entre elas ampliação da rede até o Poá, a implantação de um booster no Gravatá, e o reforço de rede de na saída do reservatório da Praia do Centro.

    Cinco caminhões-pipa foram escalados para atender às pontas de rede, segundo a nota, onde a possibilidade de faltar água é maior. Foram 330 solicitações de caminhão-pipa, 70% delas atendidas até ontem. A empresa não comentou as reclamações sobre o atendimento.

    Deixe seu comentário:

    Últimas do colunista

    Loading...

    Mais colunistas

      Mais colunistas