nsc

publicidade

Dagmara

Balneário Camboriú

Síndicos querem derrubar lei que obriga prédios a declararem se estão em dia com o esgoto

Compartilhe

Por Dagmara Spautz
20/08/2019 - 18h38
Foto: Diorgenes Pandini
Foto: Diorgenes Pandini

Síndicos pressionaram, e conseguiram apoio na Câmara de Vereadores de Balneário Camboriú para tentar derrubar a lei que obriga os condomínios apresentar uma declaração de regularidade sanitária, em que garantem que o edifício está devidamente ligado à rede de esgoto. Atendendo aos apelos dos síndicos, o vereador Lucas Gottardo (PSB) pretende apresentar um projeto para revogar a legislação.

Mantida

Procurado pela coluna, o prefeito Fabrício Oliveira garantiu que não abrirá mão da lei. Só na região Norte de Balneário Camboriú, 40% dos imóveis fiscalizados pela Empresa Municipal de Água e Saneamento (Emasa) têm ligação irregular de esgoto, inclusive construções recentes. Para a prefeitura, a declaração de regularidade é uma maneira de garantir que as regras sejam cumpridas. A lei foi editada como parte de um pacote de medidas para melhorar a balneabilidade.

Deixe seu comentário:

Dagmara Spautz

Dagmara Spautz

Dagmara Spautz

O que acontece de mais relevante em boa parte do litoral catarinense, especialmente Itajaí e Balneário Camboriú. Fontes exclusivas e informações de credibilidade nas áreas de política, economia, cotidiano e segurança.

dagmara.spautz@somosnsc.com.br

publicidade

publicidade

Mais colunistas

publicidade

publicidade