nsc
    nsc

    Abastecimento

    Lages proíbe o desperdício de água

    Compartilhe

    Eduarda
    Por Eduarda Demeneck
    09/05/2020 - 10h26 - Atualizada em: 09/05/2020 - 11h40
    Interior de Lages está sem água (Fotos: Iran Rosa Moraes e Robinson Spuldaro)
    Interior de Lages está sem água (Fotos: Iran Rosa Moraes e Robinson Spuldaro)

    O decreto nº 17.994 foi assinado nesta sexta-feira (08) pelo prefeito Antonio Ceron. A partir de agora quem for flagrado desperdiçando água na cidade vai pagar multa que varia de R$ 177 a R$1.770. O Rio Caveiras que abastece o município está 2 metros abaixo do nível normal no sistema de captação. Praticamente todas as comunidades do interior não tem mais água e isso tem feito com que a prefeitura, pela primeira vez na história, abasteça o interior com caminhões pipa. Segundo o secretário da Secretaria de Águas e Saneamento de Lages (Semasa), Jurandir Agostini “estamos entrando em alerta máximo”. Por isso que, além do decreto de situação de emergência esse outro decreto foi assinado.

    Pelo documento, dica proibido a substituição de água de piscinas; utilização de lava a jato de uso doméstico, e lavagem de veículos em geral, fachadas, calçadas, pisos, ruas, muros, vidraças, telhados e similares, bem como a rega abusiva de plantas, jardins, canteiros e afins, no âmbito do município de Lages. São exceções os casos em que o uso da água seja indispensável para a segurança pública ou para a saúde, especialmente nas ações de combate à Covid-19 (novo Coronavírus) e as situações de atividades comerciais, como lavação de veículo, em que se utilize hidrojato/lava a jato, desde que esta seja a única fonte de renda do empreendedor.

    A fiscalização será realizada pelos fiscais de serviços públicos e pela Semasa. Denúncias podem ser feitas nos telefones (49) 3019-7472 ou (49) 3019-7468. Essa medida vai valer até a volta da normalidade no abastecimento. Em caso de reincidência verificada pela fiscalização municipal, o valor da multa será cobrado em dobro. Se o desperdício continuar a pessoa pode até ter o fornecimento de água suspenso.

    Deixe seu comentário:

    Últimas do colunista

    Loading...

    Mais colunistas

      Mais colunistas