publicidade

Navegue por
Faraco

Taça na mão

Avaí é campeão por mérito

Compartilhe

Por Faraco
21/04/2019 - 23h50 - Atualizada em: 21/04/2019 - 23h50
Festa do capitão Betão e dos atletas. Foto: Diorgenes Pandini/DC
Festa do capitão Betão e dos atletas. Foto: Diorgenes Pandini/DC

O Avaí foi o melhor e merece o título de campeão da temporada de 2019. Foi o melhor da fase de classificação, na decisão e levou a conquista. Mesmo que tenha sido decidido nos pênaltis, o triunfo avaiano é indiscutível. E no jogo final, apesar do empate, o Avaí foi superior à Chapecoense. Mesmo com todos os desfalques o Leão jogou mais bola. Depois de um primeiro tempo muito aplicado e truncado, o time veio agressivo pra segunda etapa. A Chape teve o brilho individual do garoto Régis, que acertou um chute fantástico, com personalidade, para fazer o 1 a 0.

Um golaço. Mas na volta, com 13 minutos, o Avaí já tinha criado três chances. Luan Pereira teve a qualidade de fazer um cruzamento perfeito, uma bola que pega o atacante de frente e que tira do goleiro a possibilidade de sair do gol. Alex Silva apareceu por trás da marcação. Foi um belo gol, uma bela jogada. O restante seguiu igual, com o Avaí pressionando e buscando a virada e a vitória, que quase saiu no último lance.

O dia dele

Luan Pereira foi o cara do jogo. Entrou já na reta final da partida e desequilibrou a defesa da Chapecoense com jogadas rápidas e com o talento que tem. Fez o lance do gol de empate do Avaí. Fez no mínimo mais outras duas jogadas de gol, abrindo espaços com dribles e passes que poderiam ter ajudado o time a virar o placar. Luan Pereira é talento e está crescendo e amadurecendo. Foi fundamental para a conquista.

Golaço

O lance do gol da Chapecoense foi uma pintura. O garoto Régis teve personalidade e foi de uma felicidade impressionante na batida. Foi o único lance real do primeiro tempo e quase deu ao time do Oeste o título estadual. Faltou à equipe a mesma personalidade para seguir forte no segundo tempo, ou talvez tenha faltado força mesmo, a questão física. Mas o gol bonito do garoto da Chape merece o registro.

Deixe seu comentário:

publicidade

Navegue por
© 2018 NSC Comunicação
Navegue por
© 2018 NSC Comunicação